Cidades

HU realiza curso de inserção de cateter venoso

(Foto: Aline Jasper/UEPG)

Enfermeiros e residentes de enfermagem realizaram, na última semana, um curso de punção de cateter central de inserção periférica (PICC) no Hospital Universitário da UEPG. O curso aconteceu durante os períodos de manhã e tarde e contou com uma parte teórica e estações práticas.

“Este curso habilitou os residentes de enfermagem, enfermeiros do serviço e da cidade para realizarem o procedimento de punção de cateter central de inserção periférica, que é um procedimento privativo do enfermeiro que só pode ser realizado por profissionais habilitados”, conta Melina Lopes Lima, coordenadora do Centro de Simulação Realística do HU-UEPG.

Foram capacitados 27 enfermeiros, sendo 12 residentes em saúde do idoso, 2 residentes em neonatologia, 3 enfermeiros de outros serviços da cidade e 10 enfermeiros do serviço do Hospital Universitário.

Durante o curso, foram abordados o histórico do uso de administração de substância na rede venosa e o início da utilização do cateter de PICC, gerenciamento de risco na terapia endovenosa, perfil do paciente que possivelmente utilizará o cateter, conceito e legislação, indicações e contraindicações da inserção do PICC, entre outras.

Nas estações práticas, foi possível aprender a técnica do preparo da pele, preparo do material, inserção, fixação, troca de curativo e retirada do PICC, por meio da simulação de todas as etapas do procedimento.

A coordenadora conta ainda que há a previsão de uma nova edição do curso em fevereiro, para capacitar mais profissionais interessados. “A nova edição terá uma duração maior, de um dia e meio de curso, e contará com uma estação de punção de acesso central guiada por ultrassom”, antecipa.

Curso habilitou os residentes de enfermagem para realizarem o procedimento. (Foto: Aline Jasper/UEPG)