Cidades

Idoso é condenado por morte de ciclista em estrada para Itaiacoca

Juiz considerou que houve imprudência na direção
(Foto: Arquivo DC)

A Justiça condenou a dois anos de detenção o motorista de 78 anos que atropelou e matou o ciclista Estélio Viatroski, em um acidente registrado na noite de 14 de novembro de 2017, em Ponta Grossa. A decisão foi publicada na quarta-feira (22), assinada pelo juiz de direito substituto Luiz Carlos Fortes Bittencourt.

Na data dos acontecimentos, o ciclista pedalava na rodovia na companhia de amigos, quando foi atingido por um Toyota Bandeirantes conduzido pelo réu. Em sua posterior defesa, o motorista relatou ter se surpreendido com um trator que se deslocava pela rodovia, sem faróis acesos e sem batedor. Contou que, ao fazer a ultrapassagem, teria ocorrido o acidente. Na decisão, o juiz apontou que “restou caracterizada a responsabilidade criminal do denunciado”, conduzindo o veículo com imprudência.

O motorista terá sua CNH suspensa por dois meses e, em substituição à pena privativa de liberdade, deverá prestar serviços à comunidade ou a entidades públicas, por 720 horas, além de pagar prestação pecuniária no valor de um salário mínimo em favor do Conselho da Comunidade. O réu pode recorrer em liberdade.

A máquina agrícola e seu condutor, que também teve participação no acidente, nunca foram identificados.