Imóveis

Incentivos mudam cenário imobiliário em PG

Taxas mais atrativas, redução do ITBI impulsionam vendas no mercado de imóveis

As medidas econômicas adotadas nos últimos meses têm favorecido o mercado imobiliário em Ponta Grossa. Nos últimos seis meses, a Conceito Imóveis registrou um aumento de 40% em relação ao mesmo período de 2017. Taxas de financiamento mais atrativas e, no caso específico de Ponta Grossa, redução do Imposto de Transmissão de Bens Imóveis (ITBI) em 50% foram os fortes motivadores deste aumento.

Quem aproveitou este período para aplicar em imóveis, fez um bom negócio. Já quem pretende investir neste mercado e ainda aguarda o momento certo para isso, deve fazer isso agora. “De todo o tempo que trabalho com imóveis, nunca o cenário econômico foi tão bom quanto este”, analisa o diretor da Conceito Imóveis, Mauricio Antunes, que também responde pela coordenação da Comissão de Conciliação do Conselho Regional de Corretores de Imóveis do Paraná (Crecicon-PR) da delegacia de Ponta Grossa. O mercado começou a dar sinais de recuperação em março, quando o Banco Central baixou, e desde então vem mantendo, a taxa básica de juros da economia, a taxa Selic, em 6,50%, o menor patamar histórico nos últimos 20 anos.

A redução da taxa Selic puxou para baixo as taxas de juros do crédito imobiliário. Em agosto, a Caixa Econômica Federal reduziu até 0,5% dos juros do crédito imobiliário para operações com recursos do sistema brasileiro de Poupança e Empréstimo (SBPE). A partir disso, ao ano as taxas mínimas para imóveis dentro do Sistema Financeiro de Habitação (SFH), que contempla imóveis residenciais de até R$ 800 mil, passaram de 9% para 8,75%; e de 10% para 9,5% para imóveis que se enquadram no Sistema Financeiro Imobiliário (SFI), com valores acima de R$ 800 mil. Junto com essa redução, a Caixa também aumentou em 10% o valor para o financiamento de imóveis usados. Antes era permitido 70% do valor financiado; agora é de 80%.

Para a Ponta Grossa, os incentivos foram ainda melhores. Em setembro, a prefeitura reduziu a alíquota do Imposto de Transmissão de Bens Imóveis (ITBI) em 50%, passando de 2% para 1%, valendo até o dia 31 de dezembro. Essa é a menor taxa entre as principais cidades do estado. Antes dessa alteração na lei municipal, num imóvel de R$ 200 mil, por exemplo, o valor a ser pago pelo ITBI seria de R$ 4 mil. Com o desconto de 50% na alíquota do imposto, proposta nessa alteração, o comprador irá pagar R$ 2 mil.

“Vimos tendo boas oportunidades dos últimos meses pra cá. Com exceção da taxa de ITBI em Ponta Grossa, que tem data certa para o fim, não sabemos como o mercado se comportará no próximo ano, ainda mais com a mudança política que está por vir. Por isso, com todos estes incentivos aliados aos grandes lançamentos que estamos fazendo, este é o momento ideal para a compra de imóveis, um investimento seguro e rentável”, aconselha Antunes.