no

Investimentos do Paranacidade em PG chegam a R$ 18 milhões 

No escritório regional do Serviço Social Autônomo (Paranacidade) em Ponta Grossa, órgão vinculado à Secretaria de Estado do Desenvolvimento Urbano e de Obras Públicas, no período pós 18 de março – quando teve início o trabalho remoto por conta da pandemia do novo coronavírus -, foram contabilizadas ações que transferiram R$ 8.687.438,36 para investimentos em diversos projetos – via fundo perdido -, além de R$ 8.663.205,72, de recursos do Sistema de Financiamento aos Municípios (SFM), em benefício de 32 cidades. Os recursos são para obras de pavimentação e construção de infraestrutura de atendimento à população, além da aquisição de veículos de transporte, máquinas e equipamentos rodoviários. 

De acordo com o gerente regional, Rafael Gustavo Mansani, entre as 32 cidades atendidas, Ponta Grossa é a que possui o maior volume de recursos em contratos vigentes. São quase R$ 18 milhões investidos no Lago de Olarias, em novos pontos de ônibus, na urbanização da avenida Carlos Cavalcanti e Rua do Rosário.

“Há ainda cerca de R$ 12 milhões investidos em Carambeí, para pavimentação, construção do Paço Municipal e investimentos em iluminação pública”, explica. Para Tibagi, os recursos chegam a R$ 7 milhões, em pavimentação e aquisição de equipamentos rodoviários. 

Mansani  cita, entre os projetos, o ‘Ilumina’, que propõe a substituição dos sistemas convencionais de iluminação pública por sistemas com luminárias a LED. “Fomos às prefeituras, apresentamos os benefícios para as contas públicas, com mais economia, e para o meio ambiente, com a menor demanda por energia”, afirmou. “O resultado foi uma grande procura. Para citar um exemplo, o Projeto de Carambeí viabiliza a substituição de quase 100% da iluminação pública da cidade”, explica.

Para o secretário estadual do Desenvolvimento Urbano, João Carlos Ortega, “quando um recurso é liberado, o Governo cumpre o seu papel no apoio ao cidadão. Uma obra e a aquisição de um equipamento impactam diretamente na vida dos moradores”. 

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Carregando…

0

Falecimentos

Parque Margherita será sede da Secretaria de Meio Ambiente