Cidades

Investimentos em habitação na região chegam a R$ 170 milhões

Empreendimentos, todos com participação da Companhia de Habitação do Paraná (Cohapar), dividem-se em casas rurais; condomínios da Terceira Idade; regularização fundiária e moradias urbanas
(Foto: Fábio Matavelli)

Ponta Grossa e municípios da região dos Campos Gerais serão contemplados com investimentos de aproximadamente R$ 170 milhões na construção de conjuntos habitacionais.

Os empreendimentos, todos com participação da Companhia de Habitação do Paraná (Cohapar), dividem-se em casas rurais, do programa Nacional de Habitação Rural; condomínios da Terceira Idade, do programa Morar Bem Paraná; regularização fundiária e moradias urbanas, do programa Morar Bem Paraná e Minha Casa Minha Vida, do governo federal.

De acordo com a Cohapar, alguns projetos já estão em execução, enquanto que outros estão em processos de licitação ou aguardam pela liberação de recursos do governo federal. Em Ponta Grossa, os investimentos somam R$ 20,2 milhões e serão direcionados para a construção de 280 casas rurais e urbanas.

Outros municípios também serão beneficiados, como é o caso de Arapoti, Carambéi, Castro, Fernandes Pinheiro, Guamiranga, Imbituva, Ivaí, Imbaú, Jaguariaíva, Ortigueira, Palmeira, Piraí do Sul, Porto Amazonas, Reserva, Sengés, Teixeira Soares, Tibagi, Ventania e Wenceslau Braz.

Financiamentos

Todos os projetos contam com a participação da Cohapar. De acordo com o órgão, no caso das casas rurais, o financiamento é do governo federal, mas cabe à Cohapar a elaboração dos projetos construtivos, fiscalização das obras e acompanhamento social das famílias beneficiadas.

Os condomínios da Terceira Idade são financiados com recursos do governo do Estado, contratados pela Cohapar e executados por empresas licitadas pela Companhia. A regularização fundiária também é financiada pelo governo estadual, cujos serviços são prestados por empresas especializadas contratadas pela Cohapar via licitação.

As casas urbanas se dividem em duas modalidades, com obras financiadas pelo governo federal, com contrapartida do Estado e obras financiadas pela Cohapar.

Treinamentos

Com a participação de representantes de 22 municípios dos Campos Gerais, a Cohapar concluiu nesta semana a série de capacitações sobre o Sistema de Necessidades Habitacionais do Paraná. Foram 12 capacitações realizadas por todo o estado, desde abril, com o objetivo de treinar técnicos de prefeituras para inserção de dados sobre as demandas por moradia em seus municípios na ferramenta online e integrada criada pela companhia.

A partir de agora, os técnicos municipais terão 90 dias para concluir o trabalho de atualização das informações. Os dados incluem dados quantitativos e qualitativos sobre pessoas residentes em áreas de risco, ocupações irregulares, assentamentos precários e lotes subdivididos, por exemplo.

Os números são acompanhados de relatórios fotográficos e geolocalização, que servem tanto de comprovação para os dados preenchidos quanto para uma análise mais detalhado por parte da Cohapar.