Economia

Mais 1.393 famílias de PG podem ter conta de luz paga pelo Estado

Hoje 4.874 famílias ponta-grossenses já usufruem do programa Luz Fraterna

A faixa de isenção para subsídio da fatura de energia elétrica para famílias de baixa renda foi ampliada no Paraná. O programa Luz Fraterna, benefício estadual que realiza o pagamento da conta de luz das famílias de baixa renda, teve a sua faixa de isenção ampliada por três meses com o objetivo de permitir que as pessoas afetadas economicamente pela crise trazida pela pandemia do coronavírus possam se organizar para realizar os pagamentos.

Com a novidade, estima-se que 217,5 mil famílias paranaenses terão as faturas de energia custeadas pelo Governo do Estado, um aumento de 57,5 mil frente às já cadastradas. Em Ponta Grossa, segundo a assessoria de imprensa da Copel repassou à reportagem do DC, mais 1.393 famílias poderão usufruir do benefício, totalizando 6.267 participantes do programa na cidade. De acordo com as regras atuais, toda família cadastrada recebe 100% de desconto quando consome até 120 kWh por mês – agora, esse limite chega a 150 kWh mensais.

Cortes proibidos

Outra novidade que passou a valer nesta quarta-feira (25) é a proibição do corte de fornecimento de energia elétrica dos consumidores residenciais urbanos e rurais e também de atividades essenciais no enfrentamento da pandemia do novo coronavírus (covid-19). A determinação foi feita pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) e vale por 90 dias em todo o território nacional – prazo que pode ser prorrogado, casos haja necessidade.

 

Mais informações sobre o programa Luz Fraterna estão disponíveis no site da Copel.