Vídeos

Mercado Municipal de PG tem oportunidades para todas as empresas

Lançamento do Mercado Municipal deve acontecer no fim deste mês. Boa parte das lojas e quiosques está ocupada
Ricardo Siqueira: ao todo, projeto do Mercadão prevê 200 espaços (Foto: Fábio Matavelli)

Embora envolto por tapumes e com discreta movimentação de trabalhadores da construção civil o Mercado Municipal de Ponta Grossa (Mercadão) está prestes a abrir suas portas e se firmar como novo centro comercial e de lazer. O projeto poderá ser conferido pelo setor empresarial provavelmente no fim deste mês, quando acontecerá o lançamento oficial. Nesta data, boa parte dos empresários que já adquiriu os espaços será apresentada e, como o Mercadão comportará de microempreendedor individual (MEI) a grandes empresas, hoje na lista de investidores há três internacionais, todos do ramo da alimentação. Dois da Itália e um da Espanha e todos terão suas primeiras unidades em solo brasileiro.

O diretor geral da Tekla Engenharia, Antonio Ricardo Siqueira, explica que a ideia do Mercado Municipal é justamente se firmar como oportunidade de negócios para todo tipo de empresa e empresário, independente do valor que cada um pretende investir. Há espaços para receber de hortifrutigranjeiros, prestadores de serviços, comércio, a cadeia alimentícia.

Como em um mercado municipal tradicional, as empresas serão organizadas e distribuídas conforme o produto que vendem. Serão quatro pisos (térreo, primeiro, segundo e terceiro andar). No térreo os consumidores encontrarão vasta oferta de hortifruti, além de açougues e duas peixarias (uma de Guaratuba e outra de Itajaí – SC). Ambas oferecerão peixe fresco diariamente, além é claro de frutos do mar. Ricardo conta que há um terceiro interessado envolvendo peixaria.

Leia mais na edição impressa deste fim de semana