no

Ministério da Saúde indica remédio de malária para tratar coronavírus

O secretário de Ciência, Tecnologia e Insumos Estratégicos, Denizar Vianna, anunciou na tarde desta quarta-feira (25) a inclusão do medicamento usado para tratamento de malária, a cloroquina, no protocolo para tratamento de pacientes graves da Covid-19. A partir desta quinta-feira, disse em entrevista coletiva de imprensa do Ministério da Saúde, ao vivo, que 3,4 milhões de doses do medicamento serão enviadas a todos os Estados.

Por diversas vezes, o secretário repetiu e o ministro Luiz Henrique Mandetta reforçou, que esse medicamento só pode ser usado em hospitais, para pacientes em estado grave, e que a cloroquina “não serve como prevenção ao coronavírus”. O uso do medicamento, segundo Vianna, apresentou bom resultado em testes em vitro para conter a reprodução do novo coronavírus.

O uso do medicamento é restrito ao ambiente hospitalar, pois pode apresentar diversos efeitos colaterais, como taquicardia. “Nós temos experiência de uso frequente deste medicamento para o tratamento de malária”, observou o secretário, acrescentando que os testes do medicamento continuarão.

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Carregando…

0

Bem-Aventuraodo

Hospital da Criança passa a atender todo o fluxo infantil de urgência e emergência