Série Especial DC

Modernização das rodovias abre caminho para crescimento econômico e social do Paraná

Um dos pontos principais do modelo de concessão de rodovias do Paraná adotado no Paraná, há quase 20 anos, é justamente o que abriu caminho para o desenvolvimento econômico do Estado. Em Santa Catarina, o contrato firmado pelo Governo Federal determina que a tarifa do pedágio deve subsidiar, somente, a manutenção dos trechos e atendimento aos usuários.

Diferente disto, o contrato firmado pelo então governador Jaime Lerner estipulava que as empresas concessionárias assumiriam a responsabilidade pela realização de grandes obras, como duplicações, reforço e ampliação de pontes, construção de viadutos e contornos urbanos.

Passados quase 20 anos da assinatura dos contratos, o resultado da modernização da malha rodoviária do Paraná pode ser aferido em números. Segundo dados divulgados pela Administração dos Portos de Paranaguá e Antonina, a movimentação de mercadorias no chamado Corredor de Exportação (BRs-376 e 277) aumentou 129%, no último mês de julho, em comparação ao mesmo período do ano passado.

“O aumento na produtividade aponta que a agricultura do Paraná está em um excelente momento e que o nosso Porto está conseguindo atender mais e melhor os seus clientes”, afirmou o secretário de Estado da Infraestrutura e Logística, José Richa Filho.


 

AMPLIAÇÃO DE PONTES

A maioria das pontes das rodovias concessionadas foi construída na década de 1970, com capacidade de carga de 36 toneladas. Porém, o Código de Trânsito Brasileiro liberou, anos depois, o tráfego de cargas com 45 toneladas, o que exigiu a restauração completa das estruturas.

A concessionária CCR RodoNorte já concluiu, em sua área de ação, a transformação de 52 pontes. Foram realizados serviços de reforço das estruturas, restauração do pavimento, e ampliação da capacidade de carga, além do alargamento da plataforma útil para 13 metros com implantação de acostamentos.

SEGURANÇA

Um dos pontos mais sensíveis da modernização das rodovias do Paraná diz respeito à segurança dos usuários. Nas rodovias dos Campos Gerais, entre 1998 e 2016, o índice de mortes nas rodovias administradas pela CCR RodoNorte caiu 75%. O índice de acidentes também caiu: menos 67% de acidentes.

 

NOVO CONTORNO DE JAGUARIAÍVA

Na região dos Campos Gerais, um dos exemplos mais visíveis da modernização das rodovias é o novo entroncamento rodoviário de Jaguariaíva, na PR-151, trecho que liga o Paraná ao Estado de São Paulo. O local é passagem obrigatória de grande parte do tráfego entre Paraná - São Paulo e países do Mercosul e fundamental para o escoamento da safra agrícola destas regiões.

 

INVESTIMENTOS REALIZADOS

R$ 2,6 bilhões - É o total de investimentos realizados pela CCR RodoNorte para melhoria das rodovias, entre 1998 e 2016, recursos foram usados para:

 

- Recuperação inicial do pavimento das rodovias;

- Restaurações (recuperação profunda com troca do pavimento)

- Duplicações;

- Reforma de pontes e viadutos;

- Construção de terceiras faixas, implantação de passarelas, entre outros.

PUBLICIDADE