Paraná

Morador de Foz e instituições de Curitiba ganham principais prêmios do Nota Paraná

(Foto: Divulgação)

O morador de Foz do Iguaçu, Estevão da Silva Guimarães, de 59 anos, e as instituições Fazendo Diferença (Fazdi) e o Hospital Pequeno Príncipe, ambas de Curitiba, foram os ganhadores dos três principais prêmios do 32º sorteio do Nota Paraná. A entrega do prêmio foi feita nesta quinta-feira (19), na Secretaria da Fazenda, pelo secretário José Luiz Bovo. 
Estevão, que é militar aposentado do corpo de fuzileiros navais, foi sorteado com o valor de R$ 50 mil. A Fazdi foi contemplada com R$ 30 mil e o Hospital Pequeno Príncipe com R$ 20 mil. 
O programa atingiu neste mês de julho a histórica marca de R$ 1 bilhão em recursos devolvidos aos participantes, além de ultrapassar 2,2 milhões de cidadãos cadastrados.
O secretário da Fazenda destacou os benefícios do Nota Paraná para o cidadão e as entidades de todo o Estado. “O programa é um verdadeiro exercício de cidadania, uma parceria entre o cidadão e o Governo do Estado, em que todos ganham. O Governo combatendo a sonegação fiscal e as pessoas e entidades sendo diretamente beneficiadas”, afirmou José Luiz Bovo. 

FESTA GARANTIDA - Estevão da Silva Guimarães disse que vai usar o prêmio de R$ 50 mil para pagar algumas dívidas, ajudar na compra de um novo carro e garantir também uma comemoração especial de aniversário para a família. “Prometi que no próximo ano, quando completar 60 anos, fazer uma grande festa”, contou. Orientado pela filha a participar do programa, ele passou a pedir o CPF na Nota em todas as compras, mas afirma que não imaginava que poderia ganhar um dos maiores prêmios.

AJUDANDO A RECUPERAR VIDAS – O Projeto Fazendo Diferença trabalha há 18 anos com o acolhimento e recuperação de dependentes químicos em situação de vulnerabilidade social, além de conscientizar para prevenção, realizando palestras gratuitas em escolas públicas, empresas e igrejas.
Atualmente, 22 pessoas vivem no local, onde recebem tratamento sem custo durante seis meses. Nesse período recebem, além das refeições, tratamento médico e psicológico e capacitação profissional, auxiliando assim na ressocialização. Até julho de 2018 a instituição já resgatou R$ 137 mil entre créditos e prêmios do Nota Paraná. Graças aos recursos do programa, a qualidade do tratamento tem sido melhorada.
Já o prêmio de R$ 30 mil deve acelerar a conclusão das obras da nova sede da entidade. “O acolhimento será ampliado para 30 pessoas. Também devemos aumentar o número de cursos profissionalizantes oferecidos, melhorando assim a capacitação para que a pessoa possa voltar ao convívio social”, diz Erica Benke, responsável pela área administrativa. 

SAÚDE INFANTIL – O Pequeno Príncipe, uma das instituições mais tradicionais da capital, foi contemplada com o prêmio de R$ 20 mil. Há 99 anos a entidade cuida da saúde de crianças de todo o país e é o maior hospital exclusivamente pediátrico do Brasil. Por ano, são realizadas cerca de 305 mil atendimentos ambulatoriais, mais de 22 mil internações e 20 mil cirurgias, sendo que 70% de sua capacidade é utilizada por pacientes do SUS.
Desde o início do Nota Paraná, a instituição já resgatou R$ 1,5 milhão entre créditos e prêmios do programa. Os recursos contribuem para manter o atendimento de qualidade em 32 especialidades, além da aquisição de equipamentos e insumos médico hospitalares. “Esses valores ajudam a fazer a diferença na vida de milhares de crianças e adolescentes atendidos todos os anos na instituição. Cada recurso investido aqui é multiplicado em oportunidade”, afirma a diretora executiva do Hospital Pequeno Príncipe, Ety Cristina Forte Carneiro.

R$1 BILHÃO - O Nota Paraná atingiu no dia 4 de julho a histórica marca de R$ 1 bilhão em valores liberados aos participantes do programa, incluindo créditos e prêmios em dinheiro disponibilizados a contribuintes e instituições sem fins lucrativos de todo o Estado. Além de beneficiar as pessoas que pedem CPF na nota, são destinados recursos para 1.193 entidades das áreas de assistência social, saúde, defesa e proteção animal, esporte e cultura, que recebem doações de notas fiscais.
A coordenadora do Nota Paraná, Marta Gambini, reforçou que o programa tem sido muito importante para ajudar a manter o trabalho dessas instituições. Até agora elas já receberam 238 milhões de notas fiscais daqueles consumidores que não querem colocar o CPF na nota. “Isso gerou para as entidades R$ 83 milhões em recursos. É um sucesso muito grande”, diz. 

CADASTRO - Para se cadastrar no Nota Paraná basta acessar o site www.notaparana.pr.gov.br, clicar na opção “cadastre-se” e preencher os dados pessoais, como CPF, data de nascimento, nome completo, CEP e endereço para criação da senha pessoal. Para participar dos sorteios é preciso fazer adesão no site.

Promotor do Maranhão conhece o programa do Paraná
O promotor de Justiça Nacor Paulo Pereira dos Santos, coordenador do Centro de Apoio Operacional dos Promotores de Justiça do Consumidor do Ministério Público do Maranhão, está visitando o Paraná para conhecer os programas Menor Preço e Nota Paraná para, futuramente, implementar os projetos naquele Estado.
Durante a premiação, ele destacou o sucesso das ações. “Os consumidores são os nossos principais fiscalizadores do sistema tributário, por interesse próprio, para obter a garantia ou para concorrer a premiação e, principalmente, para defender o interesse coletivo, pois os serviços públicos são mantidos com recursos públicos obtidos por esses tributos”, disse.