Cidades

Moradora questiona corte de energia elétrica

(Foto: José Aldinan)

A diarista Natália Denski, 59 anos, questiona um corte sem aviso prévio da energia elétrica da sua casa. Em contato com o Jornal Diário dos Campos, a moradora relatou que o corte foi realizado na tarde da última quarta-feira (9). "Eu moro sozinha e estava há apenas 18 dias com a minha luz atrasada. Não era motivo para realizar este corte", disse ela.

Natália disse ainda que contava com o benefício da Tarifa Social Baixa - benefício criado pelo governo federal, que concede descontos na conta de luz às famílias de baixa renda de todo o Brasil, até o limite de consumo de 220 kWh - mas que não conseguiu realizar o recadastramento no final do ano passado.

"Procurei a Copel para saber o motivo do corte da minha luz e eles alegaram que cortaram por conta da falta de pagamento em 2015 e 2016 pelo benefício. São valores baixos que variam entre R$ 3 a R$ 4 e eu nunca tive acesso à fatura para realizar o pagamento. Eu nunca fui cobrada destas taxas. É muito injusto", disse a diarista.

Copel

Por telefone, a assessoria de comunicação da Copel confirmou que o desligamento ocorreu por conta de um débito da cliente referente ao mês de dezembro. A assessoria informou ainda que desconhece faturas em aberto relacionadas ao benefício Tarifa Social.