Vídeos

Motorista sobrevive a grave acidente na BR-376

Carro foi esmagado entre caminhão e ônibus (Foto: José Aldinan)

O Corpo de Bombeiros, socorristas da concessionária CCR RodoNorte e equipes da PRF precisaram trabalhar por mais de uma hora para retirar das ferragens um motorista de aproximadamente 41 anos envolvido em grave acidente ocorrido no final da tarde desta segunda-feira (22), em Ponta Grossa.

Era por volta das 15h30 quando quatro veículos colidiram, na altura do Km 492 do trecho urbano da BR-376, avenida Presidente Kennedy. As circunstâncias do acidente ainda devem ser apuradas. O certo é que na colisão se envolveram pelo menos quatro pessoas em quatro veículos: um caminhão Scania com placas de Votuporanga (SP), carregado com milho, um caminhão de Hyundai HR, um ônibus de turismo e um Fiat Punto com placas de Ponta Grossa.

Conforme informações preliminares da equipe PRF, o caminhão, após passar o viaduto Santa Terezinha sentido Curitiba, encontrou trânsito lento em função do grande fluxo e o aclive em frente ao DER/PR. Com isto, acabou atingindo o Punto que, devido ao impacto, acabou sendo prensado com os veículos que seguiam a frente (o outro caminhão e o ônibus ).

O veículo ficou tão danificado que era impossível precisar o modelo do carro. Foi necessário uso de equipamentos para cortar a lataria e retirar o motorista do automóvel, único a necessitar de encaminhamento hospitalar. Ainda não se sabia a gravidade de seus ferimentos, e ele reclamava de fortes dores na perna.

 

Agradecimento

Ao final, o motorista foi retirado com vários ferimentos, aparentemente sem risco à vida. Logo depois de ser retirado das ferragens, e enquanto era transportado na maca, o motorista ergueu as mãos e agradeceu a Deus por ter sobrevivido ao acidente, além de ter agradecido o trabalho dos socorristas. Ele foi levado consciente, segundo a PRF, para o Hospital Municipal. “Em situações como essa, nossa prioridade é manter a vítima atenta. Conseguimos manter sua consciência durante todo o atendimento, que é uma forma de mantê-la estável”, relatou o capitão André Lopes, do 2º Grupamento de Bombeiros.

 

Etilômetro

Segundo a concessionária CCR RodoNorte, o engarrafamento na rodovia atingiu pico de 2,5 quilômetros no sentido Curitiba e até um quilômetro no sentido Ponta Grossa. Houve o encaminhamento hospitalar apenas do condutor do Punto. Nos demais veículos, as vítimas recusaram encaminhamento. O ônibus de turismo envolvido na colisão tinha apenas o condutor, e não transportava passageiros no momento do acidente. O trecho tem velocidade máxima de 80 Km/h. Os motoristas passaram pelo teste de etilômetro, que resultou negativo para presença de álcool no organismo.

Confira as imagens do atendimento prestado à vítima:

Imagens: José Aldinan