Geral

Neste domingo (01), A Universidade Estadual de Ponta Grossa realizou a primeira etapa do Vestibular de Verão

Além de Ponta Grossa, as provas também foram aplicadas em Apucarana, Cascavel, Castro, Curitiba, Francisco Beltrão, Guarapuava, Irati, Jacarezinho, Maringá, Palmeira, Umuarama e Telêmaco Borba. Cerca de 7 mil candidatos disputaram 746 vagas em 39 cursos.
(Foto: Luciane Navarro)

Os portões fecharam às 13h30, com início das provas às 13h45 e término às 17h45. Nesta primeira etapa, os candidatos responderam a 55 questões objetivas de Conhecimentos Gerais e produziram uma redação em prosa, com sugestão de dois temas que poderiam ser escolhidos, o primeiro “Sem merenda: quando férias escolares significam fome no Brasil” e o segundo, “Constituição da República do Brasil de 1988: Capítulo II - Direitos Sociais”.

O candidato Ariel Jonas Silva de Almeida, de 17 anos, conta que sempre estudou em escola pública e agora prestará o vestibular para Agronomia. “Tenho familiares que são da área e me identifico com o curso. Escolhi a UEPG por ser a instituição que oferece mais recursos para eu me desenvolver como profissional. A preparação para a prova ocorreu tanto no colégio, quanto em casa, por meio de aulas em vídeo na internet”.

O candidato Sandro Rodrigues, 17 anos, de Tibagi (PR), pretende conquistar uma vaga no curso de Direito matutino. “A definição do curso ocorreu por causa das minhas aptidões e preferências. Além disso, eu tenho familiares que já seguem nessa profissão. Eu escolhi a UEPG pelo histórico da instituição, por recomendações de amigos e de parentes que já estudaram aqui”. Conforme explica, a preparação para o vestibular aconteceu na escola e em casa. “Como estou no terceiro ano do Ensino Médio contei com a ajuda dos meus professores e também realizei pesquisas na internet sobre as questões que caem na prova”.

Os pais Sonia Bega Moreira e Edson Luiz Moreira contam que a filha Bárbara Feducenko Moreira está prestando o vestibular como treineira. “Escolhemos a UEPG porque sabemos que é uma ótima universidade e que possui renome. A minha mãe se formou na segunda turma de Odontologia da instituição. Eu também cursei UEPG, o meu filho faz medicina aqui e minha filha tentará enfermagem como treineira. O objetivo é que ela conheça as etapas da prova e fique mais tranquila quando for prestar o vestibular no ano que vem”, diz.  Eles enfatizam que a UEPG está formando a terceira geração da família. “Nós temos orgulho de ter passado por aqui”.

Segunda etapa do Vestibular

Na segunda-feira (02), os candidatos realizarão a segunda etapa da prova do Vestibular de Verão. Os portões fecham às 13h30, com início das provas às 13h45 e término às 16h45. As questões serão vocacionais sobre as disciplinas específicas do curso escolhido. Os inscritos em Artes Visuais e Música também deverão passar por Testes de Habilidades Específicas (THE) na terceira-feira, dia 03 de dezembro, na Central de Salas – Departamento de Artes.

De acordo com o professor de Língua Portuguesa, Waldir Neres, “nós preparamos os alunos, não só em relação aos conteúdos, mas também para que eles tenham inteligência emocional para afazer a prova. E ficamos aqui fora torcendo por eles para que depois possamos comemorar os resultados”.

O diretor de curso preparatório, Osni Mongruel Junior, explica que no último ano do ensino médio é realizada a preparação dos alunos para o PSS, mas tanto para o vestibular de julho quanto para o de dezembro, os conteúdos são trabalhados de forma antecipada. “O objetivo é que eles vejam até o meio do ano boa parte do que poderá ser cobrado na prova. O vestibular de verão é o nosso foco principal, quando a maior parte dos alunos conclui a sua preparação”.

Concorrência

Neste vestibular, são ofertadas 746 vagas, sendo o curso de Medicina o mais concorrido, com 128,2 candidatos para cada vaga. Em segundo lugar está Enfermagem, com 20,06 candidatos para cada vaga ofertada, seguido de Direito noturno, com 17,923 candidatos por vaga. A proporção é uma média referente à modalidade de cotas para negros, estudantes de escolas públicas e também da disputa universal.