Cidades

Novas medidas para Ponta Grossa serão anunciadas por Rangel no final do dia

Crescimento dos números de óbitos, de casos confirmados e de ocupação de leitos preocupam

O prefeito de Ponta Grossa, Marcelo Rangel, afirmou em seu programa de rádio na manhã desta segunda-feira (13) que no final do dia, por volta das 18 horas, fará o anúncio de "novas medidas, que são extremamente necessárias neste momento".

Segundo o prefeito, estudos de uma professora da Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG) indicam que "esta semana será o período de pico da pandemia na cidade". O estudo a que se refere Rangel lhe foi apresentado no início da pandemia. 

A preocupação do prefeito se dá pelo aumento dos números de casos confirmados, de óbitos e de ocupação dos leitos do Sistema Único de Saúde do Hospital Universitário, referência para a doença nos Campos Gerais.

Óbitos

Quatro dos cinco óbitos por covid-19 em Ponta Grossa ocorreram este mês. Nesta segunda-feira deverá ser confirmado ou descartado o suposto sexto óbito, de um senhor de 79 anos, que faleceu domingo (12) e resultou positivo no teste rápido. As informações foram extraídas do boletim oficial da Fundação Municipal de Saúde.

Na noite de domingo, o HU tinha 31 pacientes internados na Ala Covid, sendo que dos 20 leitos de UTI, 17 estavam ocupados. Os outros 14 pacientes estavam em leitos de enfermaria, que somam 34. No sábado à noite (11), eram 18 pacientes na UTI - chegou a 90% de ocupação. Na sexta-feira (10) à noite, só havia um leito de UTI disponível. Os números são dos boletins da UEPG.

Quanto ao crecimento do número de casos de covid-19, apenas no domingo foram 40. Nos últimos dez dias foram confirmados 260, número que representa 36% do total de casos registrados na cidade durante toda a pandemia. No domingo, Ponta Grossa chegou a 724 positivados.