Economia

Número de negativados cai na região e no estado

Resultados vão na contramão da média nacional, que apontou alta no último mês

Tanto os paranaenses no geral quanto a população dos Campos Gerais têm conseguido pagar mais as suas dívidas atualmente do que em períodos anteriores. Dados da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC) indicam que a parcela de famílias com algum tipo de dívida baixou de 90,3% em março para 88,8% no mês passado em todo o estado.

Na região dos Campos Gerais a queda também é reproduzida; segundo o Sistema de Proteção ao Crédito (SPC) operado pela Associação Comercial, Industrial e Empresarial de Ponta Grossa (ACIPG), no primeiro quadrimestre desse ano o número de negativados baixou 0,16% em comparação ao mesmo período do ano passado – quando, em relação aos quatro primeiros meses de 2017, a diminuição havia sido de 25,5%, o correspondente a mais de cinco mil pessoas.

Porém, quando considerados os doze meses dos anos anteriores, a queda é ainda mais significativa: mais de 13 mil nomes saíram da lista de negativados entre 2017 e 2018, passando de um total de 56 mil para 43 mil, aproximadamente. A variação corresponde a uma melhora de 30,2% no percentual de endividamentos em toda a região.

Na questão de pagamentos efetuados, 2019 registrou alta de 23,56% em relação a 2018. “Não temos como afirmar que os clientes que realizaram o pagamento foram registrados nesse mesmo ano; em alguns casos o inadimplente pode ter sido registrado no anterior. O registro permanece ativo por 5 anos conforme a data de vencimento da dívida, e prescreve automaticamente por lei após esse prazo, podendo ser reinscrito somente em caso de renegociação e não pagamento do novo compromisso firmado”, explica Sonia Pereira Ribas, coordenadora do programa na ACIPG.

Conforme conta a coordenadora, hoje 1,7 mil empresas estão cadastradas no serviço. “Atendemos empresas de Ponta Grossa e região, algumas possuem filiais fora. O balanço independe de onde o consumidor reside, porque em alguns casos a empresa pode estar lotada em Ponta Grossa e a venda ser feita pela internet para alguém de fora”, afirma Sonia.

Ela também lembra que consumidores que não residem na cidade e fazem a compra nas empresas cadastradas também são considerados no cálculo. “Na avenida. Souza Naves está concentrada uma grande quantidade de auto peças que podem atender caminhoneiros de todo o país”, exemplifica.

O programa funciona da seguinte forma: a empresa associada à ACIPG contrata o serviço de SPC e adere a um plano que pode ser utilizado tanto para consultas quanto para negativação de inadimplentes. “O acesso é totalmente online através do nosso site, não existe fidelidade, não há burocracia e a empresa pode adaptar o plano mensalmente conforme for a necessidade”, ressalta a coordenadora do programa.

Para Sonia diversos fatores influenciam na variação dos cadastros. “Quando se há queda no emprego, há menos gente comprando, o que reflete nos registros. A questão econômica dos preços também é um fator determinante, já que quando os produtos estão mais caros o consumidor opta por não parcelar”, aponta a coordenadora do SPC, que também destaca o comportamento do consumidor na opção do pagamento como decisório: “quando a compra é migrada do carnê para o cartão de crédito o pagamento já vem vinculado à conta bancária, por exemplo”.

Paraná

De acordo com a Pesquisa de Endividamento e Inadimplência do Consumidor (PEIC), elaborada pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC) e divulgada pela Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Paraná (Fecomércio PR), no estado houve melhora na condição de pagamento das contas em atraso, que passou de 10% em março para 9% em abril. Dados nacionais apontaram alta no endividamento, tanto na variação mensal quanto na anual. A média nacional ficou em 62,7% em abril.

 

Negociação de dívidas online

Foi iniciado nesta semana mais um Mutirão Online de Renegociação de Dívidas, ação promovida pela Secretaria Nacional do Consumidor (Senacon) que proporciona a possibilidade de solicitar a renegociação de dívidas junto a empresas através da plataforma consumidor.gov.br até o dia 31 de maio.

 

Famílias endividadas

 

Paraná

Nacional

Total de Endividados %

Com contas em atraso %

Total de Endividados %

Com contas em atraso %

Abril de 2018

88,5%

29,7%

60,2%

25,0%

Março de 2019

90,3%

25,8%

62,4%

23,4%

Abril de 2019

88,8%

25,3%

62,7%

23,9%

*Dados da PEIC/CNC/Fecomércio PR