Esportes

Operário Ferroviário treina com portões fechados

O Operário Ferroviário segue com a semana intensa de trabalho visando a primeira partida da decisão do Campeonato Brasileiro da Série C, contra o Cuiabá, neste domingo em Vila Oficinas. A partir de agora os treinos são fechados. Na última movimentação aberta, realizada no campo do Guarani, na quarta-feira, o trabalho foi comandado pelo preparador físico Eduardo Maus e a expectativa ficou por conta das ausências de Lucas Batatinha e Xuxa, que já haviam treinado com o grupo no início da semana.

O volante Índio, que estava entregue ao departamento médico, treinou com o grupo, mas ainda é dúvida. O capitão Chicão também segue treinando normalmente e deve estar em campo no domingo.

Todo cuidado é pouco e a diretoria determinou aos profissionais do clube para não dar entrevistas esta semana, buscando evitar qualquer polêmica às vésperas desta decisão, na qual o Fantasma terá que fazer um bom placar contra o Cuiabá para depois ter condições de confirmar o título na partida da volta, dia 22, na Arena Pantanal. Desta forma, o técnico Gerson Gusmão faz mistério quanto à escalação e até mesmo a forma que o time vai partir para cima do adversário.

Cuiabá

O discurso no Cuiabá é de manter o mesmo ritmo para vencer o Fantasma em Vila Oficinas e depois poder conquistar o título na Arena Pantanal. Mas, o técnico Itamar Schulle tem alguns problemas para armar o time. O atacante Bruno Sávio ainda se recupera de uma lesão muscular e segue fora. O meia Hiltinho está suspenso e também não pode jogar. No lugar de Bruno, Adriano Pardal deve seguir no time. Ele foi o escolhido contra o Botafogo-SP. Para a vaga no meio-campo, Doda é o favorito.