Ensaio

Os 101 anos da UTFPR

O campus Ponta Grossa da Universidade Tecnológica Federal do Paraná - UTFPR, herdando a história do primeiro dos 11 campi do sistema UTFPR, o campus Curitiba, em 23 de setembro de 2010, está findando o ano de seu centenário. Momentos como este, inevitavelmente, proporcionam um olhar para trás e para frente. Instalado em Ponta Grossa, em 1992, e tendo iniciadas atividades no ano seguinte, ainda como uma unidade descentralizada do Centro Federal de Educação Tecnológica do Paraná - CEFET, o campus Ponta Grossa, que para muitos ainda é carinhosamente chamado de CEFET, tem uma história ímpar no cenário educacional.
Fruto do trabalho de pessoas que acreditaram na educação como um bem maior para a sociedade, a instituição nasceu em Ponta Grossa ofertando cursos técnicos. A qualidade dos alunos formados forjou a identidade da instituição. Nos primeiros anos chegou-se próximo dos 2 mil alunos. O egresso, rapidamente, foi transformado num profissional altamente requerido pelo mercado nas áreas de alimentos, eletrônica, informática e mecânica.
Em 1998, mudanças na legislação, com destaque para o final dos cursos técnicos na modalidade integrada, tornaram-se uma séria ameaça ao futuro da instituição. Os cursos técnicos ofertados há quase 100 anos, com excelência, não podiam mais ser ofertados. A ameaça transformou-se em oportunidade. O caminho escolhido, o avanço para os cursos de nível superior, quase uma década depois, levou à transformação do CEFET na primeira universidade tecnológica do Brasil. A opção foi pela oferta dos Cursos Superiores de Tecnologia, inicialmente vista com restrições. Toda rede de CEFET’s do Brasil seguiu o caminho percorrido pelo Paraná. Hoje, a modalidade está consolidada, e parcela significativa desta consolidação deve-se à UTFPR.
A transformação em universidade possibilitou a participação no REUNI (Reestruturação e expansão das universidades federais). No programa, o campus Ponta Grossa teve a possibilidade de crescer, mostrando ter sido acertada, no início da década passada, a decisão do então prefeito Pedro Wosgrau Filho. Hoje, o campus Ponta Grossa oferta dois cursos técnicos, quatro cursos de tecnologia, quatro cursos de engenharia, um bacharelado e dois programas de mestrado. No início de 2012, três novos cursos devem ser implantados: um mestrado na área de Eletrônica, um doutorado na área de Engenharia de Produção e uma licenciatura na área de Ciências da Natureza.
A perspectiva da UTFPR é tornar-se a instituição mais importante do país na área de Engenharia. O Campus Ponta Grossa tem cumprido seu papel. Foi o primeiro de uma universidade federal no Brasil a ter um programa de mestrado fora de sede. Com o conceito obtido na recente avaliação da CAPES, este programa deve ser tornar também o primeiro doutorado fora de sede. Para Ponta Grossa, o campus é um diferencial capaz de atrair grandes indústrias e estudantes da maior parte dos estados brasileiros. O crescimento desta instituição que faz 101 anos é motivo de comemoração para todos.

Luiz Alberto Pilatti - Diretor-Geral do Campus Ponta Grossa