Cinema

Os filmes mais esperados do ano

Indústria cinematográfica aposta em velhas histórias com nova roupagem. Desenhos animados são base para os longa-metragem de 2019
(Foto: Reprodução/Detetive Pikachu)

Tendência mundial nos cinemas, o ano de 2019 promete ser marcado pela apresentação de antigos personagens com uma nova roupagem. A indústria cinematográfica percebeu que não há necessidade de criar novas histórias, já que as antigas rendem muitas mais nas bilheterias. Claro! Pegue um desenho animado de 20 ou 30 anos atrás, refaça com as tecnologias atuais, dê um toque especial de realidade ou coloque atores consagrados, e você terá um sucesso de público. Isso porque essa receita une o público mais jovem com o mais velho.

Nesse sentido, os filmes mais esperados do ano são aqueles que prometem fazer essa proeza: trazer clássicos revestidos de muitos efeitos especiais, roteiros mais ou menos criativos e um misto de nostalgia e novidade. Veja quais são eles:

Detetive Pikachu

Pokémon foi sucesso na TV aberta brasileira a partir do final da década de 1990, e resultou em games, brinquedos, lancheiras etc. Há alguns anos também foi uma febre bem passageira com Pokémon Go, um game para smartphones com proposta de capturar criaturas espalhadas em nosso mundo de maneira virtual. Agora, Pokémon, Detetive Pikachu, promete unir os fãs da série com a garotada mais nova. O público feminino também deve adorar esse bichinho com cara de pelúcia e que conversa como adulto. O roteiro é criativo e a personalidade de Pikachu lembra um pouco a sacada de Ted (2012). Estreia prevista para maio.

 

O Rei Leão

Quem chorou vendo Scar derrubando Mufasa do alto dos vales africanos para ser atropelado por uma manada de gnus, terá uma chance para chorar de novo. A história que emocionou a muitos desde seu lançamento nos cinemas, em 1994, agora volta às telonas. Mas o visual é totalmente outro. Criados digitalmente, os animais tiveram mantidas as mesmas características da história original, o que promete causar aqueles arrepios de déjà vu no público. Para os mais jovens, é pra ser algo legal. Para os adultos, algo surpreendente. Coisas da tecnologia, que veremos em julho.

 

Shazam!

A criançada que acha Ben 10 um desenho legal precisa assistir ao Shazam! A TV aberta chegou a exibir um seriado com mesmo nome, durante o programa do Bozo, no SBT, no final dos anos 1980. Um menino se torna o capitão Marvel, um super herói adulto, toda vez que grita Shazam. O trailer não mostra um grande roteiro, mas convida o espectador a curtir as descobertas do garoto com seus novos superpoderes. Promete diversão para os adolescentes, mas diferencia um pouco da série (dos anos 1970, uia!), quando o personagem principal viajava pelos EUA de furgão. Deve estrear em abril.

 

Aladdin

O desenho da Disney que foi sucesso nos anos 1990 agora se torna filme, mas deve seguir as mesmas linhas do roteiro original. Um dos grandes chamarizes da produção é o fato de Will Smith ter sido escalado para interpretar o Gênio da lâmpada mágica, que você deve lembrar de ter ouvido com a voz de Robin Willians na animação. O longa deve chegar às telas em maio.

 

A Turma da Mônica

Um dos maiores nomes dos quadrinhos, o brasileiro Maurício de Sousa investiu em novas forma de aproveitamento de seus clássicos personagens da Turma da Mônica. Há alguns anos lançou quadrinhos em estilo mangá, o que permitiu trabalhar novos temas e alcançar o público adolescente. A aposta agora é trazer todos que já conhecem a versão clássica de Turma da Mônica ao cinema. Crianças de verdade interpretam os personagens dos desenhos. Estreia prevista para junho.

 

Dumbo

Seguindo uma linha parecida com a do Rei Leão, em termos de efeitos especiais e transformação de desenho em algo que parece real, Dumbo também é promessa de sucesso neste ano. Mas, enquanto o desenho da década de 1940 centrava sua história do elefante separado da mãe e com orelhas gigantes, o novo roteiro dá destaque a personagens periféricos e à magia do circo. A direção é de Tim Burton. O filme é aguardado para março.

 

Toy Story 4

Quem assistiu aos três primeiros filmes de Toy Story sabe que seus criadores conseguiram algo que poucas trilogias já conseguiram: manter a qualidade. Vimos um menino crescendo até ir para a universidade, e toda a aventura dos brinquedos como uma metáfora que traz lições importantes sobre amizade e família. O quarto filme traz a turma toda outra vez. O lançamento é previsto para junho.