Paraná

Paraná investe R$ 463,5 milhões em obras de pavimentação

(Foto: Divulgação)

Entre obras em andamento, a iniciar e em licitação, o Governo do Estado contabiliza investimentos superiores a R$ 463,5 milhões em obras de pavimentação. O montante se refere à implantação de 182 quilômetros de asfalto em rodovias estaduais não-pavimentadas, novos contornos rodoviários e vias marginais em diversas regiões do Estado.

As obras são do Departamento de Estradas de Rodagem do Paraná (DER-PR). Do total, 140,6 quilômetros foram iniciados ou licitados na gestão Cida Borghetti, a partir de abril deste ano, perfazendo a soma de R$ 322,9 milhões. “Atendemos demandas aguardadas há mais de 50 anos pela população e estamos deixando um legado de investimentos expressivos para os paranaenses”, afirma a governadora.

O secretário de Estado de Infraestrutura e Logística, Abelardo Lupion, diz que, graças ao empenho da governadora e dedicação dos técnicos, o Paraná transforma vários sonhos em realidade. “Estas obras vão encurtar distâncias, melhorar o escoamento da produção e gerar desenvolvimento regional”, complementa.

Estratégico

Já com ordem de serviço, a pavimentação da PR-364 entre Irati e São Mateus do Sul faz parte do Programa Estratégico de Infraestrutura e Logística de Transportes do Paraná, com recursos do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) e contrapartida do Governo do Estado. Neste trecho de 49 quilômetros, serão aplicados R$ 108,9 milhões. O edital foi autorizado pela governadora em julho e a concorrência internacional foi homologada em outubro.

Pelo programa, foram iniciadas de abril para cá duas inéditas ligações asfálticas à malha rodoviária estadual. Uma na PR-912 (Coronel Domingos Soares a Palmas, no Sudoeste) - com extensão de 20,1 quilômetros e investimento de R$ 49,9 milhões. Outra na PR-239 (Pitanga a Mato Rico, na Região Central), que totaliza 43,1 quilômetros e aporte de R$ 89,4 milhões.

Contornos

Ainda com recursos do BID, está em fase de assinatura de contrato o acesso ao futuro Contorno Norte de Castro, nos Campos Gerais. Serão direcionados R$ 13,3 milhões para asfaltar o trecho de 2,6 km da PR-090, a partir do entroncamento com a PR-340.

Também está no programa a licitação para execução do Contorno de Wenceslau Braz, no Norte Pioneiro. São 3 km que ligam às PRs 092 e 422, com obra orçada em R$ 11,7 milhões. No último dia 27 de novembro, foi realizada audiência pública para apresentar o projeto à comunidade.

Neste ano começou a construção de quatro contornos rodoviários, para retirar o tráfego pesado do perímetro urbano dos municípios. O DER-PR investe R$ 120,8 milhões no asfaltamento de 32 km em Palotina (15,6 km), Marechal Cândido Rondon (6 km), Pato Branco (5,2 km) e Francisco Beltrão (5,2 km).

Beira-Rio

Com financiamento do Banco do Brasil, está em andamento a pavimentação da PR-691, a Estrada Beira-Rio, que liga Porto Rico a Porto São José, distrito de São Pedro do Paraná, no Noroeste do Paraná. Estão sendo aplicados R$ 19,8 milhões do programa Rotas do Desenvolvimento no trecho de 9,4 quilômetros de extensão localizado às margens do Rio Paraná. A obra começou no final de 2017 e é fiscalizada pelo DER-PR.

Juranda

Também no Noroeste do Estado, o DER está destinando R$ 17,4 milhões em recursos próprios para o asfaltamento da Estrada da Juranda. São 4,8 quilômetros de extensão entre o entroncamento com a PR-492, em Tamboara, e a PR-559, em São Carlos do Ivaí. Os serviços começaram em setembro deste ano.

Marginais

Outra obra viabilizada na administração Cida Borghetti foi a implantação do acesso estadual às indústrias de Pitanga. O edital foi lançado no final de maio e a concorrência foi homologada no início de agosto, por R$ 12,3 milhões. Estão em execução 8,4 km de marginais na PR-466.

Bragantina 

Além destas obras, está em fase de homologação a licitação para pavimentação de 9,6 quilômetros da PR-239, no Oeste do Estado. O edital foi lançado no último mês de outubro. O trecho conecta a PR-317, no distrito de Bragantina, em Assis Chateaubriand, à PR-182 – rodovia que liga Palotina a Toledo. A proposta vencedora é de R$ 20,3 milhões.