Agribusiness

Paranaguá realiza primeira exportação de jabuticabeiras plantadas

O Porto de Paranaguá realizou a primeira exportação de jabuticabeiras plantadas. Dez árvores embarcaram no navio Maersk Lirquen com destino ao porto de Ningbo, na China.

A operação com estas árvores nativas é inédita. “É uma operação que demanda atenção extrema. Por exemplo, a planta precisa ser acompanhada de um sistema com uma espécie de caixa d’água para que tenha os nutrientes necessários e chegue saudável ao seu destino. Todo cuidado é pouco”, afirma o diretor-presidente da Administração dos Portos de Paranaguá e Antonina (Appa), Luiz Henrique Dividino.

As mudas foram transportadas em carretas com estruturas que podem ser operadas em navios porta-contêineres. Cada estrutura continha duas jabuticabeiras.

Árvore tipicamente brasileira, nativa da Mata Atlântica, a jabuticabeira é usada para paisagismo e atração de fauna e seu fruto tem uso culinário, medicinal e cosmético.

Avaria

O Porto de Paranaguá se especializou para operações especiais como estas e se tornou uma referência na movimentação de cargas que exigem avaria zero e cuidados especiais. “Tanto é que aumentamos o volume de exportações de cargas gerais”, completa Dividino.

Exemplo disso é que no ano passado, o porto foi escolhido pela BMW para exportar seus veículos produzidos em Santa Catarina, com destino ao exigente mercado norte-americano.

 


Dez árvores foram embarcadas no navio Maersk Lirquen

Foto: Divulgação

 

PUBLICIDADE