Economia

Parque de Plantas Piloto da Klabin está em fase final de testes

Projeto, anunciado no ano passado, prevê a construção de duas plantas para produção em escala industrial de celulose microfibrilada e lignina
(Foto: Arquivos/site/DC)

A construção do Parque de Plantas Piloto, anunciada pela Klabin em outubro do ano passado, chega a sua fase final. O local simulará uma unidade fabril para realização de estudos e testes industriais em frentes de pesquisa relacionadas à lignina e a celulose microfibrilada (MFC), possibilitando a produção destes materiais que poderão nortear futuras oportunidades de negócio para a companhia.

A planta de celulose microfibrilada já está em fase de testes pré-operacionais desde o final de outubro e deverá estar pronta para o funcionamento normal nas próximas semanas. "Já estamos chegando aos ajustes ideais dos equipamentos e do processo de produção, dentro do que foi planejado no projeto. A MFC, em breve, será produzida em escala necessária para testes nas linhas de produção de papel da Klabin. Esperamos confirmar que, com adição de MFC, melhoraremos a qualidade e resistência das nossas embalagens", afirma Francisco Razzolini, diretor de Tecnologia Industrial, Inovação, Sustentabilidade, Projetos e Negócio de Celulose.

Já a planta de lignina finalizou a etapa de comissionamento e, também, com sucesso, cumpriu o primeiro teste de produção. "O produto, que vem da madeira, portanto de fonte renovável, será utilizado para desenvolvimentos de adesivos, colas, compósitos, como base para produção de produtos químicos e novos materiais, permitindo à companhia adentrar em novos mercados e diversificar seus negócios, reforçando seu compromisso de valorizar o uso responsável dos recursos florestais e oferecer opções cada vez mais sustentáveis ao consumidor", complementa Razzolini.

O Parque de Plantas Piloto, instalado na Unidade Monte Alegre, em Telêmaco Borba (PR), contou com aporte de R$ 32 milhões anunciado no ano passado como parte dos investimentos da Klabin em seu programa de pesquisa e desenvolvimento.

Sobre a Klabin 

A Klabin é a maior produtora e exportadora de papéis para embalagens do Brasil, líder nos mercados de embalagens de papelão ondulado e sacos industriais e única companhia do país a oferecer ao mercado uma solução em celuloses de fibra curta, fibra longa e fluff. Fundada em 1899, possui 18 unidades industriais no Brasil e uma na Argentina. Somente no Paraná, gera mais de 10 mil empregos (diretos e indiretos), em mais de 25 municípios próximos das operações da companhia, principalmente, na região dos Campos Gerais.

A empresa é pioneira na adoção do manejo florestal em forma de mosaico, que consiste na formação de florestas plantadas entremeadas a matas nativas preservadas, formando corredores ecológicos que auxiliam na manutenção da biodiversidade. A área florestal da companhia no Paraná compreende o total de 342 mil hectares, sendo 142 mil de mata nativa. A Klabin também mantém um Parque Ecológico, na Fazenda Monte Alegre, em Telêmaco Borba, para fins de pesquisa e conservação, atuando no acolhimento e reabilitação de animais silvestres vítimas de acidentes ou maus-tratos, auxiliando o trabalho de órgãos ambientais. Além de contribuir para a preservação da flora e fauna da região, inclusive de espécies ameaçadas de extinção.

Toda a gestão da empresa está orientada para o Desenvolvimento Sustentável. Na região dos Campos Gerais a Klabin desenvolve boa parte dos seus programas socioambientais, com destaque para "Matas Sociais - Planejando Propriedades Sustentáveis", Matas Legais, Projeto de Resíduos Sólidos, Crescer Lendo,Programa Caiubi, Força Verde Mirim e Protetores Ambientais.

A companhia também aderiu aos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da ONU, é signatária do Pacto Global e do Pacto Nacional para Erradicação do Trabalho Escravo, e busca fornecedores e parceiros que sigam os mesmos valores de ética, transparência e respeito aos princípios de sustentabilidade.

Saiba mais: www.klabin.com.br