Política

Pauliki sai do PDT e assume presidência do Solidariedade no Paraná

Após anunciar a desfiliação do PDT, onde ficou por oito anos, o deputado estadual Marcio Pauliki irá assumir a presidência estadual do partido Solidariedade (SD), sigla partidária foi fundada em 2012.  “Estou muito feliz com este novo desafio em poder comandar um grande partido em todo o Estado, principalmente pelo fato de que o SD tem em seus valores o desenvolvimento econômico através do progresso social”, enfatiza Pauliki.

Segundo Pauliki, que reafirma sua pré-candidatura para disputar o cargo de deputado federal, este é o momento de demonstrar posição e coerência e construir um projeto de apoio ao também pré-candidato ao governo do Estado, Osmar Dias, através de uma ampla base política. “Minha pré-candidatura à Câmara Federal pelo SD também fortalece este momento importante para a construção de um projeto de apoio ao nosso pré-candidato ao governo do estado, Osmar Dias, através de uma ampla base política. Mantenho, assim, minha coerência política”, explica o parlamentar. 

Líder do SD, o deputado federal Paulo Pereira expôs sua satisfação em poder contar a partir de agora com o deputado Pauliki no comando estadual do partido. “Tenho certeza que os paranaenses estão sendo muito bem representados pelo Pauliki na Assembleia do Paraná e como pré-candidato a deputado federal fará o mesmo aqui em Brasília onde o país é discutido em todas as suas áreas”, afirma. 

Ele também reforçou o pensamento muito próximo de Pauliki em relação às principais diretrizes do Solidariedade. “É preciso juntar aqueles que trabalham e aqueles que produzem para um país melhor. Temos com uma das diretrizes as políticas públicas de capacitação de jovens para o primeiro emprego e o entendimento de que a melhor forma de buscar o desenvolvimento social é através da geração de empregos. Isso só ocorrerá quando as lideranças políticas tiverem a consciência de que apenas isso só será possível quando trabalhadores e empreendedores estiverem unidos, isto é, capital e trabalho juntos por um Brasil mais justo onde as pessoas possam viver bem”, complementa Paulinho. 

O deputado esteve semana passada com Osmar Dias em Brasília tratando com diversas lideranças partidárias a campanha que será lançada no Paraná. “O deputado Marcio Pauliki, mais uma vez, demonstra compromisso e lealdade com o nosso projeto. A sua capacidade técnica aliada, agora, a uma liderança partidária somará muito com o Paraná que queremos”, ressalta Osmar. 

Para o ex-presidente do SD, o deputado federal Fernando Francischini, que hoje é presidente estadual do PSL, “o Pauliki é um gestor preparado para assumir mais este desafio a frente deste grande partido e tenho certeza de que dará sequência ao trabalho de organização partidária e liderança que realizei nestes últimos anos no SD”.  

Solidariedade 
Hoje o partido tem 14 deputados federais, detém a presidência da Comissão de Industria, Comércio e Desenvolvimento Econômico no Congresso Nacional e foi a favor do impeachment da então presidente Dilma Rousseff e da lei que definiu um teto de gastos das despesas públicas.

Marcio Pauliki; deputado federal Paulo Pereira, líder do SD; e o pré-candidato ao governo do Estado, Osmar Dias