Cidades

PG aposta em rotatórias para melhorar trânsito

Jardim Nossa Senhora das Graças recebe nova rotatória (Foto: José Aldinan)

O motorista ponta-grossense precisa se acostumar com um equipamento de trânsito cada vez mais frequente em trechos de grande fluxo de veículos: a rotatória. De acordo com a AMTT, havia 14 rotatórias em Ponta Grossa até o início do ano passado. Mas o engenheiro de trânsito da Autarquia, Gary Dvorecky, informa que apenas duas estavam em cruzamentos de trechos urbanos de Ponta Grossa, enquanto a maioria estaria em trechos rodoviários. Mudando essa estatística, somente nos últimos meses, quatro novas rotatórias foram instaladas, e outras estão em fase de projeto ou licitação.

Segundo Dvorecky, as rotatórias dão agilidade e segurança em locais onde os cruzamentos se mostram confusos ou perigosos. Tendem a melhorar a visibilidade dos condutores e evitam a dependência do semáforo. “A vantagem é que ela possibilita um fluxo constante de veículos, quando o semáforo obriga à parada mesmo quando não há tráfego intenso. Só exige que o motorista aprenda a dinâmica da rotatória para que o funcionamento seja adequado”, diz.

Integram as obras realizadas pela Autarquia, no último ano, duas rotatórias instaladas na avenida Ernesto Vilela, no bairro Nova Rússia; uma em frente à sede da OAB, em Oficinas, com investimento de R$ 733,8 mil; e outra atualmente em execução no Jardim Nossa Senhora das Graças, com previsão de investimento de 18,9 mil, por se tratar de readequação de rotatória já existente, conforme menciona o contrato.

Já as obras na Ernesto Vilela utilizaram, basicamente, elementos de sinalização, sem mudanças significativas no pavimento, como ocorreu na rua Padre Nóbrega (vila Estrela) e na rua Valério Ronchi (Uvaranas) durante a gestão anterior da AMTT.

 

Em estudo

Além dessas, também ocorreram recentemente as obras de rotatória na região da vila Romana em 2017 e na entrada do Cará-Cará neste ano, em trechos de rodovia. A AMTT ainda trabalha na conclusão do projeto da rotatória em frente à rodoviária, na Ronda. Anunciado em 2015, o projeto original previa investimento de cerca de R$ 400 mil, mas está recebendo ajustes para posterior abertura de licitação.

Conforme reportagem do DC publicada em julho, ainda são potenciais espaços para instalação de rotatórias a avenida Monteiro Lobato, no Jardim Carvalho; Visconde de Mauá, em Oficinas; avenida João Manoel dos Santos Ribas, diante do Sesi e na rua Jacob Holzmann, em Olarias.