Cidades

Placas Mercosul não apagam em lavagem, diz Detran

Pupo: “Nossos produtos não possuem acidez” (Foto: José Aldinan)

O Departamento de Trânsito do Paraná (Detran-PR) negou, por meio de sua assessoria de imprensa, que as novas placas Mercosul possam ter os caracteres apagados durante lavagens comuns em algumas empresas do tipo lavacar. 

A informação vem circulando nas redes sociais, encaminhada e reencaminhada na forma de alerta. Segundo a postagem, que mostra uma placa Mercosul totalmente ilegível, alguns tipos de ceras automotivas e produtos químicos usados nas lavagens, como o desengraxante alcalino cáustico, seriam nocivos ao material que compõe as novas placas.

Jackson Pupo, proprietário da Alto Padrão – Car Detail, empresa especializada na limpeza e serviços de estética automotiva em Ponta Grossa, afirma que ouviu falar na história de que alguns produtos químicos podem corroer as placas Mercosul. Mas não ficou preocupado, porque não usa produtos convencionais. “Usamos produtos sem acidez, sem poder alcalino. Para nós, um problema assim não ocorreria. Mas ouvi relatos, principalmente em relação a produtos usados para lavar caminhões-baú, que exigem uma descontaminação maior”, diz.

Por telefone, a assessoria do Detran garantiu que a informação que circula é falsa, e que encaminharia maiores detalhes técnicos a esse respeito via e-mail. Esses detalhes não foram repassados à reportagem até o fechamento desta edição.