no

Polícia Rodoviária Federal apreende 700 mil carteiras de cigarros na região

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) apreendeu, no final da tarde de quarta-feira (22), cerca de 700 mil carteiras de cigarros contrabandeados do Paraguai, em Guarapuava. Por volta das 17h30, os agentes da PRF abordaram um caminhão que tracionava dois semirreboques (bitrem) na BR-277, km 310, em Guarapuava. Esta é a segunda maior apreensão naquela região em menos de uma semana. 

Durante a vistoria, os agentes descobriram que ele estava carregado com cerca de 700 mil carteiras de cigarros contrabandeados, avaliados em aproximadamente R$ 3 milhões. O motorista foi preso em flagrante. A carga de cigarros de origem estrangeira configura crime de Contrabando (Art. 334-A do Código Penal).
 
O condutor recebeu voz de prisão e foi encaminhado à Polícia Federal em Guarapuava para procedimentos cabíveis. A carga de cigarros estrangeiros foi escoltada e encaminhada pela Polícia Rodoviária Federal até o depósito da Receita Federal em Ponta Grossa, onde foi realizada a contagem e totalização dos cigarros apreendidos.
A outra apreensão ocorreu no dia 17 deste mês, onde um caminhão foi encontrado abandonado na BR-277, em Guarapuava. Nesta apreensão, a carga foi avaliada em R$ 2 milhões. 

Balanço
 
Um balanço divulgado pela PRF, no começo deste ano, mostrou que as apreensões de cigarros contrabandeados nas rodovias da região dos Campos Gerais dobraram no ano de 2019 se comparadas a 2018. No ano passado, foram apreendidas mais de 3 milhões de carteiras. Em 2018, foram pouco mais de 1,5 milhões de apreensões.
"No ano de 2019, as equipes atuaram fortemente na questão voltada ao contrabando de cigarros, em razão das consequências danosas à saúde pública, o que atinge também diretamente o crime organizado que tem como uma das fontes de receita, justamente o contrabando do cigarro paraguaio. As marcas paraguaias dominam 54% do mercado brasileiro", aponta. 

Paraná

Em todo o Paraná, em 2019, os agentes da PRF também retiraram de circulação 39,7 milhões de carteiras de cigarros contrabandeado do Paraguai, 199 armas de fogo e 26,7 mil munições de diversos calibres.
Marcos Aurélio lembra ainda que, em 2018, a evasão fiscal estimada em R$ 11,5 bilhões superou a arrecadação da indústria que foi de R$ 11,4 bilhões, segundo a pesquisa Ibope. 
 

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Carregando…

0

Doses da vacina pentavalente são entregues nas unidades de PG

MAPA360 realiza convenção em Ponta Grossa