Cidades

Ponta Grossa lança programa Lote de Família

Programa atende famílias com renda de até cinco salários mínimos
(Foto: Divulgação PMPG)

A Prefeitura de Ponta Grossa, através da Companhia de Habitação de Ponta Grossa lançou, na manhã desta quarta-feira (19), o “Programa Lote de Família”. A iniciativa, apresentada em reunião com o prefeito Marcelo Rangel e diversas autoridades, deve ampliar as políticas desenvolvidas pela Prolar, além de fortalecer as estratégias da Companhia no fomento à área da habitação de interesse social em Ponta Grossa.

De acordo com o diretor-presidente da Prolar, Dino Schrutt, o projeto prevê a disponibilização de lotes com estrutura básica de construção – base, contrapiso, banheiro, instalação hidráulica e sanitária enterrada, etc – para serem adquiridos junto à Prolar por famílias com de renda de até cinco salários-mínimos regionais e que ainda não tenham sido beneficiadas por programas habitacionais governamentais.

“O projeto busca atingir diversas frentes que vão desde a redução do deficit habitacional do município até a criação de um processo que favoreça o crescimento da economia local e da região. Isso porque após a entrega da primeira fase, que é de responsabilidade da Prolar, as famílias terão até 24 meses para concluir a segunda etapa da obra. E nós também participaremos disso, com o acompanhamento técnico da obra e o credenciamento de empresas para fornecer os materiais às famílias. Sendo assim, além de gerarmos a oportunidade de redução do deficit habitacional, também geramos oportunidades de empregos não só em Ponta grossa, mas na região. A expectativa é de que com isso, possamos fomentar a criação de uma política pública contínua, com o atendimento entre 350 e 500 famílias por ano”, destaca Schrutt.

Durante a reunião, o prefeito Marcelo Rangel ressaltou a importância do projeto como ferramenta de inovação nas políticas voltadas para a habitação no município. “É uma revolução, uma iniciativa inovadora que contribuirá para o crescimento da cidade, a ocupação de vazios urbanos e a geração de renda e emprego para milhares de pessoas. Temos avançado muito nas políticas públicas da área da habitação e esse projeto vem ampliar as ferramentas disponíveis para que as famílias de Ponta Grossa realizem o sonho da casa própria”, declara Rangel.

 

O Projeto

De acordo com a Prolar, o Programa Lote de Família atualiza os dispositivos presentes na Lei Municipal 9735/2008 e tem como principais objetivos reduzir o deficit habitacional através de empreendimentos de interesse social. Poderão participar famílias com renda de até cinco salários-mínimos regionais e que ainda não tenham sido atendidas por programas sociais habitacionais.

A iniciativa consiste basicamente na venda de lotes sociais urbanizados pela Prolar com infraestrutura básica - construção da base de uma residência de 42,56m² de área construída, constituída de fundação, instalações hidráulicas e sanitárias enterradas, contrapiso, banheiro e a 1ª fiada em alvenaria -.

Após a entrega dessa estrutura, as famílias terão até 24 meses para concluir a segunda etapa da construção, que contará com acompanhamento técnico da Prolar.