Cidades

Ponta Grossa registra 108 casos de meningite em 2 anos

PG tem 5 casos de meningite bacteriana registrados em 2019
A vacina fica disponível nas UBS durante todo o ano (Foto: José Aldinan)

Nos últimos 2 anos, foram registrados 108 casos de meningite em Ponta Grossa, desses, 45 foram casos de meningite bacteriana, considerada a mais grave, e a qual possui vacina. Os números são da Secretaria Municipal de Saúde, e são referentes a janeiro de 2017 até abril desse ano.

Segundo os dados, foram registrados 55 casos da doença por vírus, 1 por fungo e 6 que não foram identificados laboratorialmente qual o agente da doença. Ao todo o maior número foi 2017, chegando a 46 casos dos diferentes tipos da doença ao longo do ano. Os números apontam ainda que, nos últimos 2 anos, foram registrados cerca de 45 casos de meningite bacteriana, o qual 5 foram somente em 2019.

A meningite bacteriana é mais grave, mas possui vacina que é distribuída gratuitamente nas 19 salas das Unidades de Saúde da cidade, durante todo o ano. Segundo a assessoria da Secretaria Municipal de Saúde, esse ano já foram aplicadas 5.552 doses. O público alvo são crianças de 3 meses, 12 meses e de 11 anos de idade.

Porém, a doença não afeta só crianças, gestantes, idosos e pessoas com baixa imunidade, como portadores de Aids ou diabetes e usuários de drogas injetáveis, são mais propícios, principalmente no inverno, onde o contagio aumenta. Segundo a Secretaria “mudanças climáticas influenciam a dinâmica da transmissão da doença meningocócica e as epidemias são mais frequentes durante o inverno na nossa região”. A doença é transmitida de uma pessoa para outra através de secreções respiratórias, saliva, espirro e tosse. “Por isso é importante sempre lavar as mãos com água e sabão e usar álcool, além disso, deve-se evitar aglomeração de pessoas, manter os cômodos da casa bem ventilados e evitar lugares fechados”, alerta a Secretaria.

A doença

A meningite meningocócica é transmitida por um grupo de bactérias chamadas meningococos, e provoca inflamação na meninge, membrana que envolve o cérebro e a medula espinhal. A maioria dos casos é provocada por vírus ou bactérias, mas a doença também pode ser transmitida por fungos. Outros fatores também podem desencadear num quadro de meningite, como alergias a alguns medicamentos, alguns tipos de câncer e também inflamações.

A meningite viral é a mais comum e menos perigosa, ela pode ser causada por diversos tipos de vírus que podem ser transmitidos via alimentos, água e objetos contaminados. A meningite fúngica, é a menos comum, mas pode levar ao quadro crônico da doença. Seus efeitos podem ser similares ou até idênticos aos da meningite bacteriana, mas não é contagiosa de pessoa para pessoa. Já a meningite bacteriana é a mais grave de todas, ela ocorre geralmente quando a bactéria entra na corrente sanguínea e migra até o cérebro. Ela também pode ser desencadeada após uma infecção no ouvido, fratura ou após alguma cirurgia. Existem várias bactérias que podem transmitir a doença, porém a mais comum é a Streptococcus Pneumoniae (conhecida como Pneumococo), a qual a vacina disponível nos postos de saúde ajuda a prevenir.