Cidades

Ponta-grossenses participaram de festa clandestina em Goiás

(Foto: Arquivo DC.)

Duas jovens ponta-grossenses participaram de uma festa clandestina que foi encerrada pela Polícia Militar, no último sábado (27), em Caldas Novas, em Goiás. O evento, que teve a participação do cantor Bruno, da dupla Bruno e Marrone, teria reunido cerca de 40 pessoas e vai contra as determinações do decreto daquele município que proíbe aglomerações de pessoas na cidade.

Na ocasião, a Polícia Militar encerrou o evento e um auto de infração foi aplicado pela Secretaria de Meio Ambiente ao organizador da festa. A multa poderá chegar a R$ 30 mil.

Denúncias repassadas à reportagem do Jornal Diário dos Campos apontavam que duas ponta-grossenses teriam participado da festa, sendo que uma das jovens trabalha na prefeitura de Ponta Grossa, em cargo ligado diretamente ao prefeito Marcelo Rangel.

“Elas foram de avião particular até lá na última sexta-feira (26). A preocupação é que elas voltaram e circularam pela cidade podendo estar contaminadas”, informou uma fonte que não quis ter seu nome revelado. Fotos das jovens no evento também teriam sido publicadas em diversas redes sociais.

Em nota, a prefeitura de Ponta Grossa informou que, no último final de semana, “não houve nenhum evento oficial da prefeitura, ou seja, nenhum servidor foi enviado para representar o Executivo”. A nota destacou ainda que as informações sobre a participação da servidora na festa são de cunho pessoal.