Cidades

Prefeitura de PG destaca investimento de R$ 100 mi em pavimentação

Mil quadras serão asfaltadas com o recurso. Segundo o prefeito Marcelo Rangel, Ponta Grossa passará a ter 95% das ruas pavimentadas
Vereadores e secretários municipais participaram da reunião com Marcelo Rangel, nesta terça-feira (Foto: Divulgação)

O prefeito de Ponta Grossa, Marcelo Rangel (PSDB), chamou vereadores, secretários municipais e imprensa para uma reunião, na tarde desta terça-feira (25), em seu gabinete para destacar o investimento de R$ 100 milhões em pavimentação. Deste total, R$ 30 milhões foram aprovados em definitivo pela Câmara Municipal na última segunda-feira. Outro montante - de R$ 55 milhões - foi autorizado pelo Legislativo em 2018 e, segundo o secretário municipal de Planejamento e Infraestrutura, Celso Sant'Anna, R$ 45 milhões já foram licitados. Estes dois valores aprovados pelos vereadores - num total de R$ 85 milhões - são frutos de financiamento por meio do programa de Financiamento à Infraestrutura e ao Saneamento (Finisa) da Caixa Econômica Federal. Outros R$ 15 milhões são oriundos do programa Paranacidade.

Rangel destacou que entre 2012 e 2013, 49% da cidade tinham pavimentação asfáltica e agora o percentual chega a 80%. "Com esses novos investimentos, teremos 95% da cidade pavimentada até o final do mandato", afirmou. Segundo o prefeito, mil quadras serão asfaltadas com os R$ 100 milhões.

O crédito de R$ 30 milhões gerou muita discussão enquanto o projeto de lei tramitou pela Câmara. Uma das razões era porque não apresentava um cronograma de ruas que seriam asfaltadas, porém, uma emenda à proposta inseriu 100 trechos e ruas sugeridos pelos vereadores. Na reunião desta terça-feira, o prefeito disse que muitas das ruas indicadas pelos parlamentares já estavam no planejamento da Prefeitura. Questionado sobre por que ele não inseriu as ruas no projeto original, Rangel explicou que havia necessidade de aprovação rápida da concessão do crédito. "Para se fazer o projeto de pavimentação de uma rua pode demorar um tempo, meses até, e precisávamos acelerar a aprovação. Vale mais a pena termos acesso ao crédito e recebermos a demanda depois", comentou.

Celso Sant'Anna disse que as indicações dos vereadores estão sob análise e que em 90 dias todas as quadras em que serão aplicados os R$ 30 milhões já deverão estar em processo de licitação. "Isso depende de estudo da sondagem do solo", explicou.

Os parlamentares presentes na reunião foram Daniel Milla (PV), pastor Ezequiel (PRB), Rudolf Polaco (PPS), Divo Pereira Antunes (PSC), Vinícius Camargo (PMB) e Sebastião Mainardes (DEM). Polaco, líder do governo na Câmara, disse que a maior necessidade dos ponta-grossenses hoje é a pavimentação.