Polícia

Primeiro caso de feminicídio levado a júri popular resulta em condenação de acusado

O Tribunal do Júri de Teixeira Soares, região dos Campos Gerais, condenou na quarta-feira (29), a 16 anos e 6 meses de reclusão, um homem acusado pela morte de uma mulher com quem mantinha relacionamento amoroso. O caso, qualificado como feminicídio – cometido em razão da condição de sexo feminino da vítima –, foi o primeiro com essa qualificadora a ser levado a júri popular na cidade.

De acordo com o Ministério Público, o crime ocorreu em 24 de junho de 2015, quando o condenado, que residia na mesma casa da vítima, efetuou disparo de arma de fogo e a matou. O réu, que cumprirá a pena em regime inicialmente fechado, já encontra-se preso preventivamente desde o recebimento da denúncia pela Justiça, em abril de 2017.