Safra 2014/2015

Produtores iniciam plantio de trigo na região

Desestimulados em função do preço, produtores reduziram área plantada nesta safra. Mercado está estável, com cotação máxima de R$ 40 a saca de 60 quilos

Os produtores de trigo da região (18 municípios) deram início na segunda quinzena de maio ao plantio da principal cultura de inverno. Para esta safra haverá redução da área plantada, passando de 196.950 hectares em 2014 para 177 mil hectares, queda de 10,12%. A estimativa inicial é do Departamento de Economia Rural (Deral) do núcleo regional da Secretaria de Estado da Agricultura e do Abastecimento (Seab) em Ponta Grossa.

Mesmo com a redução da área, a previsão do economista do Deral, Luís Alberto Vantroba, é uma produtividade acima da registrada na safra anterior, que foi de 3.440 quilos por hectare. Nesta, está se prevendo 3.500 quilos por hectare, no entanto, este resultado dependerá de fatores como, por exemplo, condições climáticas. Se a rentabilidade se confirmar será a maior dos últimos cinco anos, sendo que na safra 2010/2011 o resultado médio nas lavouras foi 3.479 quilos por hectare.

Já a produção estimada para esta safra é de 619.500 toneladas, volume que pode sofrer variação ao longo dos próximos meses, tendo em vista que o plantio começou em maio e a colheita acontecerá a partir de outubro. A última colheita rendeu 677.585 toneladas e foi a maior desde o período 2010/2011.

Desestímulo

O economista observa que o preço do trigo no mercado agrícola não é considerado bom pelos produtores. No ano passado, a tonelada chegou a R$ 800. “Estava atraente, mas depois que plantou e começou a colher o preço havia caído para R$ 530 a tonelada, chegando a R$ 550 a tonelada. A comercialização foi muito lenta e o Governo Federal demorou para entrar com aquisições e preço de garantia e isto desestimulou agora”, observa. A saca de 60 quilos está com preço mínimo de R$ 35,50, comum de R$ 39,60 e máximo de R$ 40,80 (em 6/5/2015, segundo o Deral).