Agribusiness

Produtores vão conhecer novidades tecnológicas na Coopavel 2020

Uma das áreas destinadas ao Instituto de Desenvolvimento Rural do Paraná – Iapar-Emater reúne diferentes culturas e práticas agropecuárias. O evento, um dos principais do setor no País, deve receber cerca de 100 mil pessoas durante os cinco dias.
(Foto: Emater)

Profissionais do Instituto de Desenvolvimento Rural do Paraná – Iapar-Emater já estão trabalhando para deixar tudo pronto para o Show Rural Coopavel, que acontecerá de 3 a 7 de fevereiro. Um dos estandes destinados ao instituto reúne diferentes culturas e práticas agropecuárias. O evento, um dos principais do setor no País, deve receber cerca de 100 mil pessoas durante os cinco dias.

Entre as ações, duas estufas são preparadas para mostrar novas práticas para os interessados em cultivar olerícolas. Será possível ver canteiros de tomate e pimentão em plena produção. Um plantio está sendo feito no sistema de calhas, com adubação diluída na água de irrigação. O visitante poderá conhecer também sistemas de armadilhas para captura de pragas, além do cultivo de morango no sistema semi-hidropônico, suspenso em bancadas, sem solo. Os técnicos vão mostrar como o produtor pode fazer sua própria muda.

Os profissionais preparam ainda uma coleção de espécies frutíferas como uva, maracujá, goiaba, caqui, banana e figo. O objetivo é mostrar o sistema de produção de cada espécie, desde a escolha da cultivar até a colheita, passando pela produção de mudas, preparo, correção e adubação do solo, plantio, tratos culturais e controle de pragas e doenças.

Outra atração neste ano é a utilização de tecnologias alternativas para a produção sustentável, como iscas, armadilhas e ensacamento dos frutos, além do uso de caldas e extratos. Também serão ofertados minicursos sobre enxertia em videiras.

De acordo com o gerente regional em Cascavel, José Lindomir Pezenti, neste ano uma equipe de 70 técnicos estará à disposição dos visitantes durante o evento. “Nossa equipe de técnicos está trabalhando a todo vapor para mais uma vez receber os agricultores e demonstrar as novidades tecnológicas e inovadoras para as pequenas propriedades”, observou.

Agroindústria e Artesanato 

Os produtos fabricados na região terão um espaço especial – o Barracão da Agroindústria. Cucas, bolachas caseiras, salames, cracóvia, queijos, geleias e melado são apenas alguns dos produtos que o visitante poderá adquirir diretamente do produtor. O Barracão do Artesanato vai apresentar mais de 20 mil peças do artesanato local. A iniciativa é o resultado da parceria com as prefeituras e associações de artesãos de 26 municípios.

Outra atração é a Cozinha Criativa, cuja proposta é abordar o combate ao desperdício dos alimentos. Haverá demonstrações de aproveitamento de cascas de frutas para a fabricação de doces, licores, sucos e outras receitas acessíveis ao público.

No Cantinho Saúde Melhor os extensionistas vão mostrar como pequenos espaços, na propriedade rural ou em áreas urbanas, podem se transformar em locais para o cultivo de plantas medicinais, condimentares e aromáticas. Outra sugestão é a Aquaponia, um sistema que combina a criação de peixes com a hidroponia (cultivo de plantas em água), além da compostagem que transforma o lixo orgânico em adubo.

Grãos 

Durante o Show Rural, o instituto apresentará diversas tecnologias alternativas para um sistema sustentável de produção de grãos. Os técnicos e pesquisadores vão mostrar as vantagens do trabalho de conservação de solos, a importância da cobertura vegetal para a retenção de água, o uso de adubos verdes e do gesso agrícola. Estratégias para redução do uso de defensivos agrícolas com o Manejo Integrado das Pragas (MIP) e o monitoramento das doenças serão sugeridos como ferramentas que aumentam a rentabilidade do produtor.

Leite 

A bovinocultura leiteira é a cadeia produtiva mais importante do Paraná para os agricultores familiares, que representam 86% de todos os produtores de leite do Estado. Por isso, o instituto vai mostrar todas as etapas da produção, do plantio de forrageiras que vão alimentar o gado ao beneficiamento do leite. Os produtores poderão conhecer o sistema de integração lavoura-pecuária, as dicas para a criação de bezerras leiteiras, como a vaca de leite deve ser manejada e a forma correta de se fazer a ordenha.

Laticínios da região vão oferecer seus produtos para degustação e devem premiar os produtores que obtiveram os melhores resultados na análise da qualidade do leite entregue à indústria.

Turismo 

Os pequenos animais também estarão presentes na área do instituto. Na apicultura serão apresentadas tecnologias para a produção de mel, cera, pólen e própolis. Práticas de manejo das colmeias de abelhas com e sem ferrão serão divulgadas pelos extensionistas.

A criação de peixes também terá destaque. Os técnicos estarão a postos para repassar informações sobre todas as fases da criação de tilápias, até mesmo sobre a obtenção de crédito, por meio do Programa de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf) para custeio e investimento na atividade. Para o produtor que está pensando em entrar no ramo do turismo rural, os extensionistas prepararam algumas atividades lúdicas que podem ser implantadas nas propriedades. São jogos e brincadeiras que vão divertir os visitantes.