Cidades

Programa idealizado pela Casa Latino-Americana tem como objetivo incentivar ações em comunidades e grupos em vulnerabilidade social

(Foto: Divulgação)

Na última semana, a equipe do projeto Universidade Itinerante pelos Direitos Humanos, da Natureza, pela Paz e o Bem Viver (Unitinerante) reuniu-se com a Secretaria de Agricultura Pecuária e Abastecimento (SMAPA) e a Fundação Municipal de Saúde (FMS) para divulgar os objetivos, metodologia, ações da proposta e convidar o município para integrar o programa.

A Unitinerante é um projeto idealizado pela Casa Latino-Americana (CASLA) com apoio da Superintendência de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior (Seti), e tem como objetivo promover o diálogo entre setores da sociedade para aprovar ações extensionistas estratégicas, priorizando-se projetos interdisciplinares com atuação em grupos sociais em situação de vulnerabilidade social e ambiental, buscando ainda por soluções conjuntas aos problemas locais que assolam as comunidades urbanas e rurais.

Um dos objetivos do projeto é constituir a 'Casa do Bem Viver, Saúde e Desenvolvimento Social', um espaço inter e transdisciplinar de desenvolvimento de ações voltadas à população. Para a representante da CASLA, Gladys de Souza Sanchez é de grande importância a participação do Município como integrante do Parlamento Unitinerante de Ponta Grossa, com a intenção de somar esforços conjuntamente aos demais atores para constituição do espaço.

De acordo com o secretário interino da SMAPA, Bruno Costa, existem projetos em vigência na secretaria que poderiam ser estendidas às comunidades rurais tradicionais integrantes do Parlamento Unitinerante, como é o caso do Feira Verde, projeto responsável pela oferta semanal de produtos da agricultura familiar e de base ecológica nos bairros e escolas da cidade. Além disso, Costa se propôs a solicitar uma Audiência Pública na Câmara Municipal, com o objetivo de promover o debate em nível legislativo.

Além do secretário, participam da reunião o economista e técnico agropecuário Eldo Berger, os secretários da FMS, Angela Pompeo e Rodrigo Manjabosco e o coordenador Carlos Eduardo Coradassi, além da equipe Unitinerante, composta na ocasião pela representante da CASLA, Gladys de Souza Sanchez, pelo coordenador do projeto pela SETI, Nicolas Floriani, pelo professor Dimas Floriani e pela técnica do projeto Universidade Sem Fronteiras "Selo Ambiental Faxinalense", Fernanda Paes de Arruda.

A equipe do projeto convidou ainda os agentes públicos para participarem, representando suas respectivas secretarias, da primeira reunião do Parlamento Unitinerante Ponta Grossa, no dia 13 de setembro, onde estarão reunidos representantes de três comunidades rurais tradicionais do distrito de Itaiacoca, discutindo os problemas locais e possíveis estratégias para resoluções, com representantes das universidades estaduais da região e organizações sociais. A reunião ocorrerá nas instalações do Centro de Educação e Treinamento em Agroecologia (CETA), na localidade de Sete Saltos de Cima.