Economia

Programa Renda Familiar movimenta R$ 983 mil na região

436 famílias em situação de vulnerabilidade social são atendidas pelo programa do governo estadual

Com o intuito de incentivar a geração de renda e a melhoria da qualidade de vida, o governo estadual desenvolve desde 2015 o benefício Renda Agricultor Familiar, que faz parte do programa Família Paranaense. Ele consiste em um trabalho de assistência técnica e extensão rural realizado por um extensionista da Emater que constrói, juntamente com a família, um projeto de estruturação da unidade produtiva.

Em todo o Paraná são atendidas 5.093 famílias de 156 municípios. Nos Campos Gerais, as regionais da Secretaria da Justiça, Família e Trabalho (Sejuf) de Ponta Grossa e Irati englobam os municípios de Imbaú, Ipiranga, Ivaí, Ortigueira, Piraí do Sul, Reserva, São João do Triunfo, Sengés, Tibagi, Ventania, Fernandes Pinheiro, Guamiranga, Imbituva, Inácio Martins, Mallet, Rebouças, Rio Azul e Teixeira Soares.

Juntas, segundo a Sejuf as duas regionais assistem 436 famílias, que já receberam R$ 938 mil do programa e já têm a garantia de mais R$ 291 mil, totalizando R$ 1,229 milhão destinados a pequenas reformas para saneamento básico, incentivo à produção para consumo próprio e impulso para o desempenho de atividades agrícolas, como compra de sementes, insumos e equipamentos, por exemplo.

Segundo a Secretaria de Agricultura e Abastecimento (Seab) todas as famílias beneficiadas são identificadas pela Emater como em situação de vulnerabilidade social, com renda de até R$ 178 per capita, que residem no meio rural e subsistem da produção de suas pequenas propriedades - também estão inclusas as populações indígenas, quilombolas, faxinalenses e pescadores.

É repassado um auxílio financeiro de R$ 3 mil a cada uma delas, liberado conforma as etapas do projeto são executadas. Podem ser desenvolvidas atividades em três áreas: saneamento básico (com construção de banheiro e proteção de fontes); produção para autoconsumo e apoio a processos produtivos (como geração de renda, por meio de atividades agrícolas e não-agrícolas).

“O valor total do projeto Renda Agricultor é de aproximadamente R$ 15 milhões, dos quais já foram repassados mais de R$ 11 milhões. Nossa intenção é ampliar o atendimento a mais 1,5 mil famílias até 2020”, explica o secretário da Justiça, Ney Leprevost. Segundo a Sejuf, a ampliação ainda está em fase de definição e não é possível mapear as famílias que devem ser incluídas no programa.

Investimento

O Governo Estadual entregará, na próxima quarta-feira (24), 54 novos veículos aos extensionistas rurais da Emater que atendem famílias do programa. O investimento total ultrapassa R$ 2,5 milhões, conseguido junto ao Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID).

Segundo a Unidade Técnica do Programa Família Paranaense, a regional de Ponta Grossa deve receber um Volkswagen Gol e uma Renault Duster, quanto na região de Irati serão destinados uma Renault Duster para a cidade principal, um Volkswagen Gol para Inácio Martins e outro para Guamiranga. Os investimentos nos veículos para os Campos Gerais somam mais de R$ 232,3 mil.