Vídeos

Quadrilha especializada em explosões volta a agir em PG

Alvo dos criminosos foi um supermercado no bairro Contorno na madrugada de segunda. Moradores da região acordaram com barulhos de tiros e explosões. Polícia Civil busca pelos integrantes da quadrilha

Uma quadrilha especializada em explosões de cofres e caixas eletrônicos voltou a agir na madrugada de segunda-feira (12) em Ponta Grossa. Desta vez, o alvo foi um supermercado localizado no bairro Contorno. De acordo com a Polícia Militar (PM), tudo começou por volta das 4 horas da manhã, quando seis homens chegaram ao estabelecimento. Os suspeitos estavam em um veículo Citröen/Picasso e derrubaram o portão do local. O segurança que realizava a ronda foi rendido e ameaçado.

Com armas longas, alguns suspeitos ficaram no portão, enquanto outros três utilizaram explosivos para derrubar a porta de acesso aos cofres do supermercado. Moradores da região relataram que ouviram diversos disparos de arma de fogo do lado de fora do local. Explosões também foram ouvidas no mesmo período e assustou pessoas que residem naquela região.

Segundo a PM, os criminosos roubaram dinheiro de um dos cofres e depois fugiram. O automóvel utilizado no crime foi abandonado na rotatória do trevo que dá acesso ao Núcleo Santa Paula. A fuga da quadrilha continuou em outro veículo.

No automóvel abandonado foram encontrados diversos explosivos que foram recolhidos pelo Esquadrão Antibombas de Curitiba. Equipes da Polícia Militar realizaram um cerco em toda a região onde ocorreu o crime. Buscas foram realizadas mas, até o momento, ninguém foi preso. Esta é a segunda vez que o mesmo supermercado foi alvo de explosões. A primeira situação ocorreu em dezembro de 2017, mas os suspeitos fugiram sem levar nada.

Empresa

Em nota encaminhada ao DC, a rede de supermercado informou que, logo após o crime, as autoridades foram imediatamente acionadas para conduzir a situação. Segundo a empresa, apesar de se tratar de um problema de segurança pública, a rede reforçou que conta com serviço de vigilância homologada e garantiu que está à disposição para auxiliar com as investigações da Polícia Civil.

Explosivos foram retirados pelo Esquadrão Antibombas de Curitiba. (Foto: Fábio Matavelli)

Investigação

O delegado responsável pelas investigações, Maurício Souza da Luz, da 13ª Subdivisão Policial (SDP), explicou que a busca pelos autores já começou. "Foram realizadas perícias pelo Instituto de Investigação e Criminalística. Também realizamos o levantamento de imagens e relatos de testemunhas que possam colaborar com a troca de informações", disse.

O delegado informou ainda que existe uma grande possibilidade desta quadrilha ser a mesma que atuou em crimes semelhantes na região. Somente neste ano, foram registrados explosões no cofre de um supermercado de Telêmaco Borba e também em bancos no município de Palmeira.

Ainda no mês de fevereiro, bandidos agiram com violência durante um assalto a cinco carros-fortes na BR-376, sentido Curitiba. Dois vereadores e um caminhoneiro morreram. Outros três assaltantes também morreram em confronto com a polícia.

"Existe uma grande possibilidade de que seja a mesma quadrilha. Com o somatório dos fatos e da coleta de informações, vemos uma semelhança na forma de agir dos autores em crimes parecidos em outras cidades da região", complementou o delegado.