Imóveis

Ramada Encore inicia as obras do hotel

Empreendimento, avaliado em R$ 25 milhões e com 156 apartamentos deverá ser concluído em até 36 meses
Ramada Encore conta com aproximadamente 75% dos apartamentos comercializados

O Ramada Encore iniciou as obras de construção da nova unidade hoteleira. A bandeira faz parte do grupo Wyndham, maior do mundo no segmento hoteleiro. No Brasil é representada pela Vert Hotéis, detentora dos direitos de exploração da marca no país. O empreendimento, avaliado em R$ 25 milhões com 156 apartamentos deverá ser concluído em até 36 meses. O edifício, localizado na região de Oficinas terá uma área total de 6500 m2 em um edifício de 50 metros de altura.

Segundo a CEO do grupo Vert, Érica Drummond, a escolha por Ponta Grossa ocorreu em virtude do crescimento local e regional, do alto IDH (Índice de Desenvolvimento Econômico) e renda per capita, sem contar a economia pujante nos Campos Gerais. A opção pela categoria, segundo ela, é por se tratar de um hotel de marca jovem e de grande potencial, com características ‘economy design”. Isso significa que o hóspede tem uma gama de autosserviços que ele pode usufruir. “Esse modelo de negócio oferece qualidade e padronização, garantindo uma tarifa mais atraente”, detalha. Ela acredita que o reconhecimento e reputação da marca, que conta um programa de fidelidade internacional, são alguns dos fatores que fazem com que o cliente tenha a certeza do que vai encontrar, levando em conta um padrão mundial.

Modelo de negócio

O Ramada Encore, que se encontra com aproximadamente 75% dos apartamentos comercializados e é um condo-hotel. O modelo deste negócio imobiliário possibilita a qualquer pessoa adquirir um ou mais apartamento do hotel. O diretor da incorporadora Pedra do Sol, José Francisco Freitas explica que os investidores do Ramada Encore terão uma lucratividade maior que a média de outros segmentos imobiliários, como alugueis residenciais e comerciais. Isto porque os dividendos são reflexos do empreendimento como um todo, incluindo as diárias, restaurante, bar, aluguel de salas para conferências e espaços para a realização de eventos. “É uma excelente opção de investimento em função da rentabilidade média a ser maior no segmento imobiliário”, explica. Outra vantagem para o investidor é o fato de poder usufruir de toda a rede Ramada, no mundo, com descontos que chegam a até 40%. “Embora considerado algo novo em Ponta Grossa, o modelo condo-hotel já é consolidado em todo o mundo, inclusive na Rússia, onde a seleção brasileira esteve hospedada num Ramada em Rostov”, relata. Ele acredita que a competitividade que a bandeira tratará com tarifas atraentes e competitivas aliadas ao padrão mundialmente conhecido se encaixar ao perfil do turismo de negócios, característico a Ponta Grossa.