Política

Rangel responde MP sobre trabalho em rádio

(Foto: Arquivo DC)

O prefeito de Ponta Grossa, Marcelo Rangel (PSDB), respondeu ao Ministério Público do Paraná (MP-PR) ofício que o questiona se, de alguma forma “está utilizando-se da Rádio Mundi ou da conta pessoal dele no Instagram e no Facebook como meios de comunicação oficiais para notícia da covid-19 em Ponta Grossa”. 

Em resposta ao promotor de Justiça Márcio Pinheiro Dantas Motta, o procurador geral do Município, João Paulo Vieira Deschk, informou que o Departamento de Assessoria de Comunicação possui um cadastro com 183 e-mails de veículos de imprensa e outros, que recebem diariamente todas as notícias do Município produzidas pelo mesmo, incluindo as sobre covid-19. 

Segundo a Procuradoria, a assessoria de imprensa da Prefeitura de Ponta Grossa também responde pontualmente todas as demandas oriundas de veículos de imprensa, bem como de munícipes, seja por e-mail ou mensagens em redes sociais e que as matérias são disponibilizadas na página principal da PMPG e nas contas oficiais do Município nas redes sociais. 

O MP informou ao Diário dos Campos que o procedimento – notícia de fato - foi instaurado de ofício pelo Ministério Público no dia  25 de junho para "verificar possível utilização de rádio privada como meio oficial de comunicação do Município de Ponta Grossa", a partir de informações constantes em publicações do vereador Pietro Arnaud (PSB) e da deputada estadual Mabel Canto (PSC) sobre o assunto, em suas redes sociais.  O MP destacou que ainda não se trata de uma ação; apenas o início de uma investigação.

Durante programa Nilson de Oliveira, da Rádio Mundi, na manhã de quarta-feira (8), o prefeito Marcelo Rangel (PSDB) afirmou que “opositores estão tentando impedir na Justiça” que ele apresente o programa. (Patrícia Lucini)