Esportes

Seleção Feminina conta com forte presença das categorias de base

A base no futebol é um importante caminho para o desenvolvimento no esporte. No atual elenco da seleção brasileira feminina que irá disputar a Copa do Mundo da França, oito jogadoras atuaram juntas na equipe Sub-17 e Sub-20, e hoje colhem os frutos no profissional. Além de companheiras de equipe, grupo se tornou um reduto de amigas, que compartilharam muitas experiências especiais com a camisa do Brasil.

A geração é composta por atletas de 1992, 1993,1994 e 1995, que em um momento da carreira na base, jogaram ao menos uma competição juntas na base. Trata-se da goleira Letícia, as defendedoras Tayla, Camilinha e Letícia Santos, as meias Andressinha e Luana, e as atacantes Bia Zaneratto, Andressa Alves e Ludmila.

“É gratificante ver que aquela base deu bons frutos, então é importante a gente ver que está sendo aproveitada e que está sendo passo a passo chegar a uma seleção principal”, analisa Letícia, que irá disputar o segundo Mundial no profissional, sendo três pela base.

Além de terem a experiência e o aperfeiçoamento das categorias de base, as jogadoras adquiriram experiência em campeonatos internacionais. Mesmo ainda jovem com 25 anos, Bia Zaneratto já é uma das que possuem mais bagagem. Já são seis Mundiais no currículo, sendo três em competições de base e, neste ano, segue para o terceiro no profissional.

“Eu vejo esse Mundial como um momento único. Na principal é o momento que estou tendo mais oportunidade, por mais que venha de algumas lesões nesse ano, acho que esse ciclo com o Vadão foi o que tive muitas oportunidades. É muito bom ver as meninas da minha base aqui, essa bagagem fez com que eu pudesse chegar agora com essa importante oportunidade. Espero dar o meu melhor e sair com esse título”, ressalta Bia Zaneratto.

Além do grupo das oito atletas que atuaram juntas, a equipe é composta por mais seis jogadoras que passaram pelas divisões de base da Seleção Feminina. A goleira Barbara, as defensoras Erika, Mônica e Fabiana, além das atacantes Raquel e Geyse.

Treino

Nesta quinta-feira (30), a equipe brasileira treinou em dois períodos. Na parte da manhã, as jogadoras realizaram atividades físicas na academia. Pela tarde, no estádio do Portimonense, a equipe foi a campo para trabalhos táticos. Em um primeiro momento, o grupe fez finalizações, e posteriormente, simulação de jogo em campo reduzido.

A atacante Marta permaneceu no hotel e seguiu a fisioterapia, a atleta se recupera de uma lesão grau 1/2 do músculo bíceps femoral. Já Erika fez preparação física e sessões de fisioterapia. A zagueira trata uma entorse no tornozelo esquerdo. (Foto: Assessoria / CBF)