no

Sindserv pede contratações para Hospital Municipal de Ponta Grossa

Dos 31 cargos em comissão exonerados pela prefeitura municipal de Ponta Grossa em julho, 19 já haviam sido novamente ocupados até quinta-feira (6). A informação é do Sindicato dos Servidores Municipais de Ponta Grossa que, nesta semana, se manifestou por meio de nota a respeito das questões envolvendo a segurança dos profissionais que atuam no Hospital Municipal (HM) e do atendimento à população.

No texto, o presidente do sindicato, Roberto Ferensovicz, lista as ações realizadas pelo órgão no esforço por garantir a segurança dos servidores, e informa que acionou o Ministério Público Federal do Trabalho solicitando que sejam afastados os cargos em comissão contratados nesse período. Para Ferensovicz, a mesma agilidade na contratação de comissionados deve ser adotada para contratação de profissionais em saúde.

O presidente do Sindserv afirma que há um deficit de profissionais no HM, embora ainda não esteja concluído o levantamento de quantas contratações devem ser feitas para sanar o problema. Por meio das redes sociais, ele também expôs preocupação em relação à oferta e qualidade de EPIs fornecidos na proteção contra a covid-19. A nota completa pode ser conferida na página do Sindserv no Facebook.

A prefeitura informou, nessa semana, que uma vistoria apontou não haver falta de equipamentos. No entanto, 17 profissionais estão afastados no HM com sintomas respiratórios.

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Carregando…

0

Falecimentos

Pela segunda vez, Ponta Grossa informa duas mortes em um único dia