Economia

Traiblazer agrega sofisticação e performance

Versão a diesel do SUV da Chevrolet passa a adotar o inovador sistema CPA, que melhora os níveis de conforto, desempenho e eficiência energética

Divulgação
Mais econômico na cidade e na estrada, veículo roda até 106 quilômetros adicionais a cada abastecimento completo

 



A Chevrolet continua focada na atualização de sua linha de utilitários esportivos, segmento que mais cresce no mercado. O Trailblazer é um bom exemplo dessa nova safra. O SUV de luxo com capacidade para até sete ocupantes passou recentemente por evoluções visuais, de conteúdo e de acabamento que foram muito bem aceitas pelo consumidor. Resultado: recorde de vendas em um primeiro semestre e aumento de 297% nos emplacamentos ante o mesmo período do ano passado.

A linha 2018 do Trailblazer dá sequência a esta estratégia de melhoria contínua do produto com evoluções de conforto, performance e eficiência energética.

A versão 2.8 Turbo Diesel passa a vir equipada a partir de então com uma tecnologia inovadora presente no sistema de propulsão. É o CPA (Centrifugal Pendulum Absorber), que ajuda a reduzir os níveis de ruído e de vibração do SUV.

O sistema otimiza o acoplamento da transmissão em rotações mais baixas, proporcionando a sensação de melhor aceleração e retomada de velocidade. Isto ocorre pelo fato de o veículo responder mais prontamente aos comandos do pedal do acelerador.

“Além de funcionar como um filtro de vibrações, o CPA possibilita o acoplamento antecipado da transmissão, melhorando também a eficiência energética do veículo em até 15%”, explica Fabiola Rogano, vice-presidente de Engenharia da GM.

Para isso foi desenvolvido uma nova calibração do motor 2.8 Turbo Diesel (200 cv de potência e 51 kgfm de força) e da transmissão automática de seis marchas, além da adoção de um sistema de gerenciamento elétrico mais moderno.

Com as evoluções mecânicas promovidas no Traillazer Turbo Diesel, o veículo agora é capaz de rodar média de 10,5 km/l em perímetro rodoviário e de 8,4 km/l em perímetro urbano, de acordo com dados do Inmetro.

Com isso, a autonomia máxima do SUV sobe para cerca de 800 km, equivalente a 106 quilômetros adicionais de autonomia a cada abastecimento completo.

Vale ressaltar outros dados de desempenho. A velocidade máxima é de 180 km/h, enquanto a aceleração de 0 a 100 km/h agora é feita em 10,4 segundos, 0,2 segundo mais rápido do que o modelo anterior.

Já a versão 3.6 V6 (279 cv de potência e 35,7 kgfm de força) é capaz de acelerar de 0 a 100 km/h em 7,6 segundos, por exemplo.

Outra mudança da linha 2018 é a adoção do padrão global de identificação do nome do veículo e da versão pela carroceria. O logotipo “Trailblazer” aparece agora tanto na parte inferior das portas dianteiras quanto na esquerda da tampa do porta-malas. No lado direito fica a identificação da versão de acabamento.

O Trailblazer é ofertado em duas opções de motorização (2.8 Turbo Diesel e 3.6 V6), ambas com transmissão automática de seis marchas no acabamento LTZ.

São seis opções de cores para a carroceria: Vermelho Edible Berries, Preto Ouro Negro, Cinza Graphite, Branco Summit, Prata Switchblade e Vermelho Chili.