Economia

Unicred anuncia os resultados do exercício 2017

Os ativos totais dos resultados do exercício 2017 da Unicred somaram R$ 11 bilhões, um crescimento de 16% em relação a 2016. O resultado bruto acumulado da instituição teve um crescimento de 27% em relação ao ano anterior, fechando 2017 com o montante de R$ 287 milhões. O patrimônio líquido ajustado da instituição teve um incremento de 15% e alcançou um saldo de R$ 1,6 bilhão em 2017.

No ano passado, as operações de crédito chegaram ao patamar de R$ 5 bilhões. Nos depósitos totais à vista, houve um acréscimo de 11%, alcançando R$ 1,1 bilhão. Os depósitos a prazo cresceram ainda mais e fecharam 2017 em R$ 8 bilhões, 19% superior a 2016.

“Os números revelam que o modelo do negócio cooperativo é sustentável e uma alternativa a um mercado altamente concentrado. A estratégia com base na venda consultiva, adotada pela UNICRED, e a fidelidade do cooperado, dono do negócio, foram capazes de nos dar os estímulos necessários para impulsionar os resultados do Sistema Unicred. Quando o negócio, como o nosso, tem uma causa por trás, o resultado não pode ser diferente”, afirma o CEO da Unicred do Brasil, Fernando Fagundes.

 

Outros números

O número de cooperados fechou 2017 em 193 mil, um incremento de 6% em relação ao ano anterior. “Para 2018, esperamos impulsionar esse crescimento. Será um ano de desafios, novas conquistas e expansão do Sistema Unicred em outras regiões do país”, comenta Fagundes.

 

Premiação

Em dezembro, a Unicred venceu o Prêmio Relatório Bancário 2017, na categoria CRM, com o projeto MEC – Modelo de Execução Comercial (Realiza), que envolve a gestão e integração de ferramentas, tecnologia, capacitações, planejamento estratégico e proposta de valor. A plataforma preserva as informações agregadas de big data, de forma organizada e consistente. No ano passado, a Unicred investiu em novas tecnologias, na modernização e aquisição de equipamentos e no desenvolvimento de novos produtos. Para 2018, a perspectiva é de fortalecimento nesse investimento, na continuidade da transformação digital e na sua plataforma de core banking.