Cidades

Unidade de Saúde disponibiliza cantinho da leitura

Livros foram doados por funcionários e estão à disposição dos pacientes (Foto: Arquivos/sites/DC)

Desde o início de 2020, os pacientes atendidos na Unidade Básica de Saúde (UBS) Alfredo Levandoski, na região do Gralha Azul, passaram a contar com um novo local, o Cantinho da Leitura. A iniciativa da equipe técnica tomou forma e hoje disponibiliza uma estante cheia de livros para os pacientes que aguardam algum tipo de atendimento. 

“Sabemos que a rotina nas UBS são sempre muito agitadas, onde acontecem vários procedimentos e alguns deles é necessário aguardar. Pensando nisso, a equipe resolveu reformar um armário e transformar ele em uma estante com livros e revistas, para que, as pessoas que tivessem interesse, tenham essa alternativa enquanto aguardam”, destaca um dos médicos da UBS, Fellipe Canhetti. 

Todos os livros foram doados pelos funcionários da UBS e agora ficam à disposição dos pacientes. “Eles ficam na sala de espera, então todos têm acesso. A ideia é que a pessoa tenha interesse e se quiser poderá levar para casa também. A bancada é bem enfeitada e colorida, então todos acabam indo dar uma olhada”, comenta Fellipe. 

A leitura, além de ser uma forma de entretenimento, traz benefícios a saúde das pessoas, podendo até aumentar a expectativa de vida de um indivíduo. “A iniciativa da equipe mostra o cuidado com o paciente, pois a leitura aumenta o vocabulário, melhora a memória, reduz o estresse e ainda mostra benefícios cognitivos ao cidadão que tem o hábito de ler. Uma boa história ajuda a aliviar depressão, ansiedade e outros problemas que atingem a cabeça e o resto do organismo”, diz o secretário adjunto de saúde, Rodrigo Manjabosco. 

A equipe também pretende ampliar o projeto no decorrer deste ano. “Temos a intenção de fazer cartilhas sobre alimentação para diabéticos e hipertensos, ao molde das do Ministério da Saúde. Também algo sobre atividade física, infecções sexualmente transmissíveis, câncer de mama e próstata, uns assuntos mais interessantes e do dia a dia do paciente que espera. Assim, além de deixar a espera mais agradável, podemos fazer educação em saúde na sala de espera”, ressalta o médico da UBS.