Agribusiness

Valor Bruto da Produção estimado para 2018 supera R$ 500 bilhões

Centro-Oeste mantém liderança no faturamento nacional

As primeiras estimativas do valor da produção agropecuária (VBP) para este ano mostram valor de R$ 515,9 bilhões, 5,2% abaixo de 2017 (R$ 544,2 bilhões). O montante das lavouras é de R$ 346,1 bilhões, e o da pecuária, de R$ 169,8 bilhões. Ambos apresentam redução em relação ao ano passado, de 5,7% e de 4,1%, respectivamente, de acordo com dados levantados pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa).

Entre 17 produtos das lavouras, oito vêm apresentando aumento do faturamento neste ano. São eles, algodão, com aumento de 15,4%; batata-inglesa (8,1%), cacau (8%), café (3,6%), mamona (68,7%), soja (0,8%), tomate (35,1%) e trigo (48,9%). De acordo com o coordenador-geral de Estudos e Análises da Secretaria de Política Agrícola, José Garcia Gasques, "esse grupo vem se beneficiando de preços mais elevados do que no ano passado, e simultaneamente de aumentos de produção. É o caso da soja, produto que, nos últimos cinco anos, tem apresentado valor da produção ascendente. Além disso, lidera a produção com R$ 120,4 bilhões, representando 34,7% do valor das lavouras. Os demais mostram descontinuidade na trajetória do valor".

No grupo que tem apresentado menores valores na comparação com 2017, as maiores baixas ocorreram no arroz (-7,9%), cana-de-açúcar (-11,9%), feijão (-26,4%), laranja (-21,5%) milho (-12,2%) e uva (-30%). Milho, cana-de-açúcar e laranja têm participação expressiva no valor total, por isso, seus resultados têm forte impacto no faturamento da agricultura como um todo, explicou o coordenador geral de Estudos e Análises.

O valor da produção da pecuária, caiu 4,1% em relação a 2017, afetado pelo desempenho desfavorável da carne de frango, carne suína, leite e ovos. Na avaliação de Gasques, "todos esses produtos apresentam neste ano preços menores do que em 2017. A carne de frango tem apresentado queda continuada dos preços nos dois últimos anos. A pecuária bovina, praticamente mantém o mesmo resultado em relação ao ano passado, R$ 70,6 bilhões e lidera o faturamento da pecuária.

Os resultados regionais mostram que continua a liderança do Centro Oeste, seguida do Sul, Sudeste, Nordeste e Norte. Como foi observado no relatório anterior, é a primeira que vez que isso acontece, pois o Sul mantinha-se como líder até o ano passado. Entre os estados, Mato Grosso ocupa a primeira posição no valor da produção, até então ocupada por São Paulo.