Geral

Vestibular dos Povos Indígenas tem inscrições até dia 30

O Vestibular dos Povos Indígenas envolve as sete universidades estaduais, além da Universidade Federal do Paraná.

As universidades estaduais do Paraná realizam a 19ª edição do Vestibular dos Povos Indígenas do Paraná. As inscrições seguem até 30 de agosto pelo link bit.ly/2XZ7IS3. As provas acontecem nos dias 17 e 18 de novembro de 2019. A novidade desta edição são os locais de prova, que acontecem em Manoel Ribas, Nova Laranjeiras, Mangueirinha, Chopinzinho, Londrina e Curitiba, cidades com alta presença indígena, como os kaingangs.

O Vestibular dos Povos Indígenas envolve as sete universidades estaduais, além da Universidade Federal Paraná. Cerca de 300 candidatos que residem nas terras indígenas da região norte farão prova na Universidade Estadual de Londrina. Segundo a professora Mônica Kaseker, integrante da Comissão Interinstitucional para Acompanhamento dos Estudantes Indígenas, o concurso foi descentralizado após consulta pública aos representantes das comunidades feita por solicitação de lideranças indígenas.

Para a professora, "o vestibular indígena é de suma importância para a garantia do ingresso dos povos indígenas na universidade pública, gratuita e de qualidade. É também uma forma de trazer para a universidade a riqueza da diversidade cultural e formas diferentes de ver o mundo e de construir conhecimento”.

A Superintendência de Estado da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior (Seti) oferecerá transporte para que os candidatos se desloquem das terras indígenas para os locais de aplicação de provas, além de refeições e alojamento. Em 2018, 230 indígenas se matricularam nas universidades estaduais do Paraná.