Esportes

Zé Rafael representa Ponta Grossa no Brasileirão

Meia de 19 anos, que veste a camisa do Coritiba, é nascido em Ponta Grossa e formado no futsal; jogador deve ficar no banco na partida deste domingo, contra o Galo, no Couto Pereira


Geraldo Bubniak/FutebolParanaense.Net

Com a camisa 37 do Coxa, ponta-grossense busca um lugar no concorrido time alviverde

 

Ponta Grossa estará representada no Campeonato Brasileiro da Série A. Vai caber ao meia princesino Zé Rafael, de 19 anos, levar o nome da cidade vestindo a camisa do Coritiba. José Rafael Vivian, nascido em 16 de junho de 1993, está no Coxa desde 2009 e no início desta temporada passou a integrar de forma efetiva o elenco profissional do alviverde. E a trajetória de Zé Rafael no Brasileirão pode começar já neste domingo, quando o time do Alto da Glória recebe o Atlético-MG no Couto Pereira, a partir das 18h30.

O camisa 37 do Coritiba deve ficar entre os relacionados pelo técnico Marquinhos Santos para o duelo contra o Galo, principalmente após a boa atuação na vitória contra o Nacional-AM pela Copa do Brasil, na quinta-feira, por 1 a 0. "O Campeonato Brasileiro é longo, e não só eu como todo mundo que está começando aqui no Coritiba está preparado e esperando pela oportunidade", disse o jogador revelado nas categorias de base do Clube Verde e do Colégio Sant'Ana, autor de quatro assistências no Campeonato Paranaense deste ano.

O Estadual de 2013, inclusive, marcou uma situação curiosa para Zé Rafael: enfrentar o Operário Ferroviário, time da cidade onde nasceu. "Foi uma situação muito estranha, e ao mesmo tempo gratificante pelo sucesso dele. Muita gente nos ligou, brincou conosco antes da partida. A gente assistiu o jogo com o coração na mão", disse Rosilda Freitas, mãe do atleta. No duelo contra o Fantasma no Germano Krüger, válido pela abertura do Paranaense e que terminou em 0 a 0, Zé entrou na segunda etapa.

Mas a tarde de gala para o jogador ponta-grossense foi no dia 31 de março, na vitória do Coritiba sobre o Arapongas no Couto Pereira. Quando entrou no 2° tempo, Zé Rafael não podia imaginar que seria o destaque do time com três assistências, e recebendo elogios do capitão Alex logo após a partida. "É sempre bom estar ao lado de jogadores que tem experiência e muita qualidade, como é caso de Alex, Rafinha, Lincoln e o Deivid. Eles te passam uma confiança grande e você aprende muito", destaca o apoiador do Coxa.

Na decisão contra o Atlético, José Rafael até foi relacionado entre os 20 jogadores que se concentraram nas duas partidas, mas acabou não figurando no banco de reservas. "A concorrência é muito grande, mas só de estar concentrado com o grupo, vivendo o clima de decisão, eu já fiquei muito feliz", ressalta.

 

Rodrigo Covolan
Pais do jogador exibem com orgulho as conquistas do filho

 

Carreira                           

Antes do elenco profissional do Coritiba, a caminhada do jogador de  Ponta Grossa começou no futsal. Desde os primeiros anos de vida, Zé já fazia parte dos times do Clube Verde, e com o tempo passou a colecionar títulos em competições regionais e estaduais. "A gente sempre fazia um esforço para acompanhar os jogos dele, onde quer que fosse. Às vezes a gente deixava o trabalho para segui-lo, mas sem dúvida tudo valeu a pena", conta Erasmo Vivian, pai do ponta-grosssense e sócio de uma metalúrgica da cidade.

Em 2008, após o título da Taça Paraná Sub-15 pelo futsal do Verde, veio a proposta para seguir mais longe nas quadras. Mesmo com o assédio do Joinville (SC), Zé Rafael fez uma escolha que surpreendeu até mesmo seus pais. "Ele nos disse que preferiria esperar e buscar algo no futebol, e isso nos deixou surpreso porque ele sempre jogou futsal", lembra Erasmo. No ano seguinte, após mais um título na Taça Paraná (agora no sub-20), veio o convite para jogar futebol no Trieste em agosto, e já em novembro ele estava na base do Coritiba.

"A transição foi muito rápida. Cheguei no Trieste em agosto, joguei algumas competições lá e já vim para o Coritiba antes do fim daquele ano", diz Rafael. Depois de temporadas de adaptação e de pouco espaço no alviverde, o ano de 2012 foi o da afirmação no Coxa: destaque na Copa São Paulo, Zé Rafael foi o artilheiro na campanha do título coxa-branca na Dallas Cup, nos Estados Unidos, e comandou a equipe no título do Paranaense Sub-20, onde ficou marcado por comemorar o gol do título contra o Londrina simulando a 'pesca' de um Tubarão.

- Ficha Técnica -

Nome: José Rafael Vivian

Apelido: Zé Rafael

Posição: Meia

Idade: 19 anos

Peso: 71 kg

Altura: 1,75 m

Títulos no Coritiba: Dallas Cup (2012)

                               Paranaense Sub-20 (2012)

                               Paranaense (2013)