Toque de Letra
A esperança é a última que morre

A Federação Paranaense de Futebol volta das férias coletivas nesta segunda-feira (13) e só esse fato já renova as esperanças para que a bola volte a rolar. A entidade funcionou até a última sexta-feira, 20 de março, quando as atividades foram obrigadas a dar uma pausa, devido a paralisação do futebol em todo o Brasil e no mundo, em decorrência dessa infame pandemia provocada pelo tal coronavírus.

Nessa expectativa provocada pela pandemia, a CBF também deu férias coletivas para os jogadores desde o início de abril até o próximo dia 20, quando existe a possibilidade de os clubes reiniciarem (ou não) as atividades. A entidade também afirmou que vai dar prioridade para o encerramento dos estaduais para depois, viabilizar a disputa do Brasileirão.

Tudo isso leva todos os envolvidos com o esporte bretão a ter esperança pela volta dos campeonatos e enfim, dar um sentido para a temporada 2020. Vale lembrar que o Campeonato Paranaense parou justamente quando a bola ia rolar pelas quartas-de-final, onde o Operário Ferroviário está na briga e tem como adversário o time do Cianorte.

Essas datas, entretanto, neste momento, servem apenas para dar uma direção ou esperança para que as coisas voltem ao normal. Porém, a verdade é que nada está garantido e não se pode afirmar o que realmente vem pela frente. O mundo está à mercê do covid-19. O que resta nesse primeiro momento, é aguardar pelos próximos capítulos.

O primeiro deles, a partir de agora, fica por conta do que a Federação vai começar a resolver a partir desta segunda-feira. Em princípio, a entidade garante que pretende finalizar o Estadual dentro de campo. Nesse embalo, surgem algumas possibilidades e uma delas pode ser, até mesmo, jogos sem torcida. Em suma, só resta mesmo esperar e torcer para que tudo dê certo. Enfim, a esperança é a última que morre.