Cultura & Vida
CATABIO DE AVIÃO

O viajar de Maceió a Japaratinga, perdura cerca de 1 hora e 20 minutos. A estrada não é bem conservada, pois nela tem um tráfego pesado das usinas de cana de açúcar que circundam essa estrada. Mas o viajar por essa, também é muito interessante, pois podemos apreciar a ida para Japaratinga por um parâmetro diferente.  

Certa vez, numa dessas viagens, meu pai ofereceu carona ao delegado da cidade.  Conversa vai, conversa vem, eis que, chegamos num trecho da estrada que tem uma ponte com vários problemas. Um deles é que depois dessa ponte, tinha uma depressão pequena na estrada que chamávamos de catabio de avião, era um dos momentos mais esperado da viagem por nós crianças, pois a sensação era muito boa. Meu pai até avisava “olha o catabio de avião”. Ao passar por esse local, sentíamos um arrepio no estômago e nas costas que era muito bom.

            Em outro trecho, havia uma curva muito perigosa que se alguém errasse a bendita curva cairia lá no fundo, isso no trecho da estrada em Matriz de Camaragibe.  Ao chegarmos naquele trecho o delegado fez um comentário:

- Se um carro escapar por aqui até a alma pia e o retrato cai da parede.

Lembro que fiquei com essa frase na cabeça por muito tempo e só fui entender um pouco mais velha, quando meu pai e eu em outra viagem passávamos pelo mesmo trecho e ele lembrou do delegado e fez o mesmo comentário. Então, meio tímida perguntei o que queria dizer com a alma piar e o retrato cair da parede?  Meu pai com o seu jeito respondeu:

- A alma dá o seu último suspiro, pois seria muito difícil alguém sobreviver a um acidente desses e seu retrato cairia da parede lá na casa dele pela força do impacto.

            Depois disso, todas às vezes que passava por aquela curva lembrava do comentário do delegado. Na minha última viagem no ano de 2018, quando passei pelo mesmo local, percebi que o catabio de avião não mais existia e fiquei um pouco frustrada, pois queria reviver a sensação de infância e quando chegou na bendita curva, fiz o mesmo comentário do delegado e minha sobrinha que não sabia dessa história, fez a mesma pergunta que eu. Por que a alma piava?

 

Rilka Bandeira – Professora de Sociologia