Marketing e Negócios
Como um estudo aprofundado de UX transformou o projeto de um aplicativo

Qualquer que seja o aplicativo, um fato sempre é certo, o divisor entre o sucesso e o fracasso é a maneira do aplicativo interagir com seu usuário. Ok, mas como eu vou melhorar a usabilidade de uma interface?

Nossa equipe trabalhou em um grande projeto envolvendo um aplicativo de cálculos de rotas, onde o usuário pode escolher o destino, origem, veículo, eixos entre outras configurações, para o aplicativo dar um resultado apurado sobre os custos que relacionados àquela viagem. Após um briefing caprichado com o cliente, separamos as principais personas e partimos para os diagnósticos de heatmap na interface antiga, conseguimos detectar onde os usuários passavam a maior parte do tempo e também os exatos lugares da tela onde mais clicavam (muito desses cliques eram em lugares que não foram feitos para serem clicados).

O aplicativo tinha como base um mapa, para o usuário saber exatamente onde a rota vai passar e os pedágios que vai encontrar durante o trajeto, a versão anterior da interface dava prioridade total a esse mapa, nossa equipe percebeu que o usuário não quer e não precisa ver o mapa em todas as ocasiões, o que ele realmente quer ver é o resultado final, afinal qual é o custo dessa rota? (Na maioria das vezes os usuários eram transportadoras ou caminhoneiros, faz todo o sentido eles usarem o aplicativo rotineiramente para calcular suas rotas).

Reunindo vários insights valiosos, desenvolvemos um visual moderno com elementos bem organizados, criamos pontos de contato que serviam como verdadeiros passos até o resultado final e deixamos a repetição mais fluída. Agora o usuário pode calcular outras rotas novamente sem precisar configurar o veículo, sempre respeitando a capacidade da persona, visando deixar o mais enxuto e intuitivo possível. Quando falo enxuto, não estou me referindo a inibir o poder do aplicativo, estou falando de não despejar todo o conteúdo em uma só tela, além de ser confuso, isso só diminui o valor do resultado, o ponto de satisfação do usuário.

Além do projeto de design, fizemos um projeto integrado de criação de conteúdo, blogposts e inbound marketing para a marca. A consequência do alcance orgânico e de sua melhoraria na usabilidade é a de avaliações positivas nas lojas de aplicativos e principalmente, usuários satisfeitos. Se você quer saber mais sobre este projeto, falamos mais dele em nosso podcast semanal o Yardcast, que pode ser encontrado no Spotify.

 

Alisson Freitas, o autor é diretor de arte da agência yard.