Visão Empresarial
Como um profissional deve se comportar quando percebe que um colega comete um erro na empresa?

Não julgar

Cada vez que dizemos que alguém cometeu um erro precisamos lembrar o que significa exatamente a palavra erro, que é não conseguir o resultado desejado. Quem erra estava tentando conseguir um resultado positivo, mas não foi feliz, bem diferente daquele outro que já deseja o resultado negativo e faz de tudo para que as coisas não aconteçam da melhor forma dentro da empresa. Então, quando um colega comete um erro nós temos um impulso que é normalmente acusar, julgar e condenar. É muito fácil para nós seres humanos nem pensarmos a respeito e já buscarmos uma regra que nos foi dada, que nós mesmos elaboramos ou simplesmente a aceitamos, de que aquele procedimento é algo reprovável e automaticamente, de uma maneira desprovida até mesmo de razão, de ponderação, simplesmente dizemos que isso é errado. Logo acusamos o erro e julgamos que quem o comete deve ser punido e condenamos a determinada sentença.

*****

Não violar

Acontece que no meio corporativo hoje, diante de uma instabilidade de cenários tão grande, vem uma pergunta que até mesmo é filosófica: o que é correto dentro das organizações? Em primeiro lugar podemos dizer que é correto ser fiel aos seus valores pessoais. Segundo, é correto respeitar os valores pessoais dos outros. Terceiro, é correto agir segundo seus valores sem violar os valores do outro ou da empresa em que trabalha. E quarto, é correto saber que a sua escala de valores pessoais não pode de forma alguma prejudicar qualquer tipo de pessoa ou então violar a escala de valores dos seus clientes, dos seus funcionários, colaboradores, do mercado em si. Essas quatro regras: em primeiro respeitar a própria escala de valores; em segundo respeitar a escala de valores do outro; em terceiro agir de uma maneira limitada para não romper a escala de valores dos outros e quarto, todas as suas atitudes não violarem a escala de valores de todas as pessoas envolvidas ou ainda que não estejam envolvidas possam receber algum tipo de repercussão, é sim uma atitude correta de um profissional em ambiente de incerteza.

*****

Hábitos

Temos de lembrar que hoje em dia todos os comportamentos estão sofrendo uma forte mutação. Aquilo que antigamente era reprovado como, por exemplo, você cumprimentar alguém e em seguida passar álcool gel na mão, era tido como um ato de deboche, de desprezo, de falta de respeito, bem diferente do que estamos vivendo hoje. Quando uma pessoa vai cumprimentar outra sequer estende a mão e quando, por acaso, toca na outra pessoa imediatamente higieniza a mão com álcool gel. Essa mudança de hábitos tem de ser entendida não apenas por toda a sociedade, mas principalmente pelo profissional que agora deve tomar muito cuidado para acusar menos e, ao contrário ouvir, ponderar e aceitar o comportamento da outra parte. É isso que se espera de um profissional dentro do mundo corporativo hoje. Pense nisso! Para a coluna Visão Empresarial

 

Luciano Salamacha