Coluna ADI Paraná
Eu vou

Eu vou

O ex-deputado Valdir Rossoni (PSDB) garantiu que vai colocar seu nome à disposição disputar a eleição de prefeito em União da Vitória. "A cidade precisa de um prefeito que tome medidas amargas para garantir que os aposentados daqui a dois anos não deixem de receber suas aposentadorias". Rossoni sugere que o fundo previdenciário municipal está falido.


Enxugar
Em segundo lugar, como ação de governo, Rossoni defende "enxugar a máquina" como diz ter feito na Assembleia Legislativa "para voltar a ter capacidade de investimento". "Investimentos de hoje ou é dinheiro que arrumamos ou empréstimo que o próximo prefeito vai pagar. Pagar como?", questiona.


Unale
O deputado Anibelli Neto (MDB) participou em Brasília da posse da nova diretoria da Unale (União Nacional dos Legisladores e Legislativos Estaduais). O deputado assumiu a secretaria da Unale para o Paraná "com a missão de levar as reivindicações e trazer as soluções para diversas pautas de interesse do legislativo paranaense".

Participação
A audiência da Anac para as concessões dos aeroportos de Foz do Iguaçu e Curitiba (Afonso Pena e Bacacheri) será realizada no dia 9 de março no Mercure Aeroporto em São José dos Pinhais.

Quinzena Laranja
A deputada Maria Victória (PP) apresentou projeto de lei que garante às mulheres vítimas de violência doméstica o direito de zelar por suas vidas. "Vamos trabalhar para implantar a Quinzena Laranja de Combate ao Feminicídio. É uma campanha da ONU aderida por 192 países, incluindo o Brasil. Com essa iniciativa o Paraná será o primeiro estado a inserir no calendário oficial a Quinzena Laranja, do dia 25 de novembro a 10 dezembro de cada ano." Segundo a deputada a data alerta para a urgente necessidade de prevenir e eliminar a violência contra as mulheres e meninas.

Maioridade penal
Em entrevista ao deputado Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), o ministro Sérgio Moro (Justiça e Segurança Pública) defendeu a redução da maioridade penal para 16 anos para crimes “gravíssimos”.

Posse de armas
O deputado ao ministro faria a associação entre a queda no número de homicídios e a flexibilização da posse de armas de fogo. Moro se esquivou e disse que é difícil definir as causas “que levam ao incremento da violência assim como as causas que levam à diminuição” e desconversou, afirmando que a "flexibilização provavelmente não levou ao incremento, mas também não se pode dizer que levou a uma diminuição".


Casos de violência
O deputado Delegado Francischini (PSL) apresentou projeto de lei determinando aos condomínios do Paraná a comunicação de indícios ou ocorrência de casos de violência contra mulher, crianças, adolescentes e idosos. O deputado participa da campanha de conscientização sobre assédio e importunação sexual no Carnaval, promovida pela Abrabar.

Força Nacional
O Ministério da Justiça e Segurança autorizou a prorrogação da Força Nacional no apoio às forças locais, no Paraná e em outros três Estados. As ações de segurança estarão concentradas nas capitais e regiões metropolitanas. No Paraná, a operação continuará em São José dos Pinhais.

"Não atende"
O deputado Galo (Pode) disse estar indignado com o desprezo do partido. "Deixo aqui um desabafo e um esclarecimento para meus eleitores. O Podemos não me respeita. Eu tenho compromisso com os meus eleitores e tenho demonstrado isso na Assembleia Legislativa, mas o Podemos me largou, passou-se um ano e eu nunca consegui conversar com a diretoria nacional do Podemos, Foram inúmeras as desculpas, simplesmente não me atende".


Que garantias?
O procurador Deltan Dallagnol, coordenador da força tarefa da Lava Jato, afirma que a proposta de juiz de garantias previsto em lei recente poderia ser um avanço, mas nos países nórdicos. "No Brasil, contudo, funcionará como uma quinta instância que aumentará a morosidade e a impunidade num sistema já lento e leniente em relação a crimes econômicos como a corrupção", disse em artigo publicado na imprensa.

Concessão
O deputado Ricardo Barros (PP) participa hoje de audiência pública na Assembleia Legislativa que vai debater as novas concessões rodoviárias do Paraná. O encontro proposto pelo deputado Tião Medeiros (PTB) reúne representantes do Estado, da Agepar, do setor produtivo e da sociedade civil.


Misuta no MDB
O presidente estadual do MDB, João Arruda, abonou a ficha de filiação do advogado Nelson Águila Misuta, já apontado como pré-candidato a prefeito de Londrina. "O Delegado Misuta é professor, servidor público, arquiteto, advogado, contador e sabe o que o povo de Londrina precisa e também sabe como fazer uma boa gestão a frente da prefeitura. Também fizemos filiações de novas lideranças para a formação da chapa de vereadores do novo MDB".

Redação ADI-PR Curitiba
Coluna publicada simultaneamente em 20 jornais e portais associados. Saiba mais em www.adipr.com.br.